Assistente social Rachel Mendes analisa projetos pleiteados pela Associação da Piçarra/Elesbão Veloso

Assistente social Rachel Mendes comenta assuntos da Associação da Piçarra
A Associação da Piçarra, que tem a frente o presidente Edmilson Miranda dos Santos, tem outros projetos à vista além das moradias que estão para serem erguidas em uma área próxima a Rua Raimundo Lopes.
No último dia 2 de julho, aconteceu uma reunião com associados, a qual contou com a presença da assistente social Rachel Mendes, responsável pela elaboração do Plano de Trabalho da Associação.

Ouvida pela Eldorado Fm, ela disse que além do projeto de cunho habitacional, a associação vislumbra desenvolver outras ações para enriquecimentos dos associados, para tanto faz-se necessário qualificar a associação para ela está apta a receber toda a gama de projetos.

- A associação tem projetos próprios que eles mesmos elaboraram, assim, a gente vai atrás de editais abertos existentes em algumas organizações onde a gente inscreve o projeto e ele sendo aprovado será custeado por ONGs ou instituições do terceiro setor. Dentre os projetos a vista tem o de óleo de cozinha, de corte e costura que é um sonho antigo da associação e associados e vamos pleitear esses projetos.
A assistente social disse que para acelerar o andamento dos trâmites desses pleitos, a associação pretende fazer parcerias com os conselhos de direitos existentes no município.

O projeto que trata da construção das moradias vem sendo pleiteado desde 2009, quando foi criada a associação da Piçarra, no entanto, até aqui, não saiu do papel. A assistente social tentou explicar o motivo de tanta burocracia.

- É um obstáculo muito grande pra gente. Existe um edital que a gente cumpre, apresenta toda  documentação necessária, e acaba tendo esses problemas. Mas isso não acontece só com associação da Piçarra, é um problema recorrente.

Rachel Mendes encerrou dizendo que a transição de governo no país tem atrapalhado, haja vista que há alguns projetos e programas parados, mesmo assim, a associação da Piçarra tem trabalhado no sentido de deixar tudo pronto. Segundo ela, por conta dessas mudanças, tanto os projetos habitacionais como sociais irão continuar, mas serão reformulados.

Por José Loiola Neto.
Postagem anterior
Próxima postagem
Notícias Relacionadas

0 comentários: