Moradoras da Rua Coronel Mundico Dantas reclamam de altas taxas cobradas pela Agespisa. Aposentada recebeu fatura no valor de R$ 500. Confira

Aposentada Maurícia Rodrigues, a "Quinininha": queixas contra Agespisa
Na semana passada, dona Maurícia Rodrigues da Silva, a "Quinininha", 87 anos, moradora da Rua Coronel Mundico Dantas, Centro de Elesbão Veloso, foi surpreendida com uma fatura superior a R$ 500,00, referente a conta mensal de água.

Ela disse que ficou surpresa com o valor do tarifa, visto que há quase 40 anos que paga água e luz, nunca tinha vista tamanho absurdo, motivo a fez recorrer a escritório local, com vistas a verificar o erro. Após analisar a reclamação da consumidora, a Agespisa admitiu o erro, a conta sofreu redução de valor.

Importa lembrar que, nos últimos anos, a aposentada tem ficado maior parte do tempo em Teresina familiares, motivo pelo qual fez aumentar o espanto diante do valor exorbitante. "Quando estava aqui lavando roupa, cozinhando, fazendo tudo, nunca passou da taxa, e agora que passo de dois meses em Teresina, recebo uma conta dessa, não entendi", falou Quinininha. 
Professora Bernadete Ribeiro foi surpreendida com fatura de R$ 1.500
Não é a primeira vez que fatos como este acontece na Coronel Mundico Dantas. Moradora da rua, vizinha da aposentada "Quinininha", a professora Bernadete Ribeiro, 52 anos, disse que há dois anos recebeu uma fatura de água no valor de R$ 1.500,00, mas a situação foi revista. "Fui lá no escritório e reclamei, eles admitiram que foi um erro na máquina de leitura, daí eles fizeram uma nova fatura, e o valor foi de R$ 29,00", lembra.

A professora acha que o problema no talão de água da aposentada Maurícia Rodrigues, a "Quinininha" foi um erro dos leituristas, que não prestam a atenção ao estão fazendo, e no momento da digitação acabam cometendo equívocos absurdos.(Por José Loiola Neto)
Postagem anterior
Próxima postagem
Notícias Relacionadas

0 comentários: