REVISTAS SEMANAIS- Veja os destaques de capa das revistas deste domingo, 11 de dezembro de 2016

ÉPOCA
Capa: O STF sai arranhado do julgamento de Renan Calheiros
“É preciso cumprir a decisão.” A frase de Teori Zavascki, em favor da saída de Renan da presidência do Senado, foi dita na terça-feira (6). Na quarta-feira (7), o Supremo votou pela permanência do parlamentar no cargo. O que aconteceu entre os dois momentos?

Odebrecht delata caixa dois para Lula
Diretores afirmam que petista recebeu da empreiteira nas eleições de 2002 e 2006


Marco Aurélio Mello: O homem que detonou a crise
O ministro que afastou monocraticamente Renan Calheiros da presidência do Senado foi derrotado pelos colegas em nome da estabilidade

ISTOÉ
Capa: Renancracia
Ao desrespeitar uma decisão do STF, a mais alta Corte da Justiça brasileira, o presidente do Senado Renan Calheiros colocou o País à beira de uma crise institucional sem precedentes. A questão é como seguiremos daqui para frente

A pedido de Dilma, Odebrecht pagou R$ 4 milhões a Gleisi
Em depoimento, Marcelo Odebrecht disse que fornecerá a Lava Jato detalhes de como repassou a quantia milionária para saldar dívidas de campanha de Gleisi Hoffmann em 2014. O recurso, transferido a mando da ex-presidente, não foi declarado e saiu do setor de propinas da empresa

Dilma pode ficar inelegível
Procuradoria da República do DF abriu novo inquérito contra a ex-presidente por causa das pedaladas fiscais em 2015. Ela responde por improbidade administrativa. Ao final, poderá perder os direitos políticos.

VEJA
Capa: Padilha operacionalizou dinheiro para Temer, diz delator
Lobista relata que escritório de ministro da Casa Civil foi utilizado para entregas de pagamentos da maior empreiteira do país

Delação: Jaques Wagner ganhou relógio de 25 000 dólares
Segundo Melo Filho, o ex-­ministro da Casa Civil de Dilma recebeu 3 milhões de reais, “de forma oficial e via caixa dois”

Delação da Odebrecht: Medidas Provisórias custaram R$ 22 milhões
Segundo o delator, Romero Jucá (PMDB-RR) centralizava o recebimento das propinas, sempre atendendo aos interesses da empreiteira

CARTA CAPITAL
Capa: Nova denúncia contra Temer evoca personagem citado por Cunha
Em pergunta barrada por Moro, deputado cassado indagou sobre relação de Temer com José Younes, agora citado por delator como intermediário de propina

ONU: PEC 55 é “erro histórico” que provocará “retrocesso social”
Para relator da ONU para pobreza extrema o texto é uma “medida radical, desprovida de toda nuance e compaixão”

Delação da Odebrecht aumenta a pressão sobre Geraldo Alckmin
Executivos relataram repasses milionários em espécie para a campanha do tucano, diz jornal. Caixa dois ou pagamento de promessa?