Com saúde debilitada, ex-cortador de cana, Paulo Mateiro precisa de ajuda da população; filha faz apelo.

Em estado preocupante, visivelmente abatido e acamado, o ex-cortador de cana de açúcar em São Paulo, o lavrador Paulo Sérgio Sousa Lima, o “Paulo do Chico Mateiro”, 43 anos, morador da Rua 28 de Fevereiro, bairro Capitão Mundoco precisa da ajuda e solidariedade da comunidade elesbonense.

No último sábado(28/1) pela manhã in loco, a reportagem do Painel Popular esteve checando a situação que se encontra Paulo, viúvo, pai de quatro filhos e avô de dois meninos, filhos da jovem Taciane Sousa Lima, que na impossibilidade do pai que não consegue falar, conversou conosco e apelou à população no sentido de fazê-la com que levem ajuda à família que tem passado sérias dificuldades.

Taciane fala a Eldorado e narra situação delicada do pai Paulo Mateiro

Taciane conta que o pai era epilético, sendo que as crises se agravaram a partir do tempo em que passou a consumir bebida alcoólica ainda na cidade de Guará-SP, onde a família residiu por alguns anos.

– A primeira vez que meu pai apresentou o problema foi em 2010, depois disso, ao retornar aqui pra Elesbão continuou bebendo e o problema só se agravou, deu no que deu, falou Taciane.

Ela lembrou que em setembro do ano passado, durante uma chuva, Paulo acabou caindo nas proximidades da ponte sobre o Coroatá, na Rua da Usina, próximo a Churrascaria da Dona Morena.

– Na queda ele apresentou um coágulo de sangue e hemorragia interna, fazendo com que ele ficasse pelo menos três meses internado em Teresina, ficou outros 22 dias no Hospital de Elesbão Veloso, acrescenta.

Paulo Sérgio sequer consegue falar, apenas sussurra. Os médicos, conforme Taciane, disseram que o caso dele era bem complicado, já que ele havia perdido a memória e que não iria conseguir andar.

– Realmente ele não está caminhando, o braço direito não mexe; a perna também é o tempo todo dobrada, na hora da limpeza é um sufoco porque ele diz que dói o corpo., disse.

Interessados em ajudar podem se dirigir até à Rua 28 de Fevereiro, Capitão Mundoco e procurar a residência de Paulo do Chico Mateiro, levando alimentos, fraudas, lençol, leite, mucilon, é o que ele precisa. Famoso cortador de cana em São Paulo, Paulo Sérgio perdeu a esposa em 2010. Paulo tem quatro filhos.

Por: José Loiola Neto