Bexiga Hiperativa provoca depressão e ansiedade em mulheres, aponta estudo desenvolvido na Unicamp. Veja

Por José Loiola Neto do Elesbão News

Quadro de depressão e ansiedade, especialmente em mulheres pode estar relacionado a Síndrome da Bexiga Hiperativa, aponta estudo recente desenvolvido na Universidade de Campinas- UNICAMP, por meio de pesquisa realizada pela terapeuta sexual Ianne Glauce Ribeiro Melotti.

Sua pesquisa apontou que de um total de 274 mulheres participantes– 164 tinham depressão grave e/ou morada e outras 161 apresentaram sinais de ansiedade grave e/ou moderada. De acordo com a pesquisadora, em entrevista a repórter Geysa Marques da Rádio Brasil Campinas, a Síndrome da Bexiga Hiperativa afeta a qualidade de vida da mulher, sendo que este fator pode contribuir para o desenvolvimento de doenças mentais.

Imagem ilustrativa- Bexiga Hiperativa

– Ela deixa de trabalhar, muitas vezes deixa de sair porque fica preocupada se ela vai ter essa vontade ou não, se vai acontecer alguma coisa com ela fora de casa, fora do ambiente que ela se sente segura, e isso acaba gerando muita ansiedade ou depressão. O Estudo comprovou que de fato elas tem uma depressão significativa e uma ansiedade bem significativa.

A terapeuta Ianne Glauce destaca que os resultados da pesquisa apontam para a necessidade de uma abordagem integral voltado para a saúde das mulheres.

– Acredita-se que 50% dessas mulheres que não buscam tratamento para esse tipo de problema, é aquela pessoa que acha que tudo é normal, que isso pode acontecer em algum momento da vida, que isso era assim, que a mãe dela era assim, que avó também era, como se fosse algo normal ou quando ela vai tratar, apenas se queixa desses sintomas, mas ela não fala o quanto isso está afetando a vida dela, não relata os sintomas que ela tem de tristeza, de ansiedade.

As mulheres que participaram do estudo foram atendidas no ambulatório de urologia feminina do Hospital de Clínicas da UNICAMP e no Ambulatório de Ginecologia Geral do Hospital da Mulher da UNICAMP entre março de 2012 e março de 2015.