MEMÓRIA DO PAINEL: 10 anos do atentado ao PM Alberone Dias em Elesbão Veloso.

Por: José Loiola Neto/Elesbão News

Nessa última segunda-feira, 27/2, completaram-se dez anos de um fato que muito chamou à atenção à época em Elesbão Veloso: o atentado contra o PM Alberone Dias, que de plantão na DP local,  durante a madrugada daquele dia, numa tentativa de abortar um furto a agência lotérica da cidade acabou surpreendido e alvejado com pelo pelo três disparos desferidos por um dos envolvidos na ação.

Na ocasião, importa lembrar, Alberone estava na companhia do seu colega de trabalho, o cabo Luis Soares ou “Luis do Arthur”.  Em consequência dos disparos, Alberone ficou alguns dias internado em hospital de Teresina e teve um árduo processo de recuperação. 

Memória do Painel Popular- imagem ilustrativa.

Passado todo esse tempo não se tem ao certo, o autor dos disparos. É bom que se diga que, durante o ano de 2010, um suposto acusado foi a juri, mas pelo que consta houveram desencontros, engano e controvérsias em torno do caso. Ou seja, o homem que foi a julgamento não fora o autor dos disparos. Informação de bastidores dá conta que por se sentir injustiçado, ele entrou com processo judicial contra o Estado.

Alberone, natural de Ribeiro Gonçalves-PI, morou por quase 20 anos em Elesbão Veloso, além de PM, é professor de química, tem duas filhas, no momento se encontra em outra cidade do Piauí, morou em Água Branca, onde concluiu o curso de química pela UESPI, é um ardoroso torcedor do Palmeiras.

O caso do atentado ao policial Alberone Dias à época causou enorme repercussão na cidade e teve acompanhamento do Painel Popular, que conversou por diversas vezes com o então delegado Edmilson e com o próprio PM Alberone.