Responsável por prisão de elemento que iria furtar loja de celular, vigilante Caçulo Miranda volta a desabafar contra comerciantes em Elesbão: “… E se a loja fosse roubada?”

Por: José Loiola Neto

No começo dessa semana, Caçulo Miranda, um dos responsáveis pelo serviço da vigilância noturna deu voz de prisão e entregou a polícia um sujeito que dizia ser de Alegrete do Piauí, e que em plena madrugada de segunda-feira tentou entrar a loja de celulares Vip Cell, no cento de Elesbão Veloso.

Horas depois de preso, o sujeito foi liberado pela polícia por não ter consumado o ato, conforme adiantou Caçulo em conversa com nossa reportagem. Entusiasta do serviço de vigilância noturna na cidade há mais de 15 anos, ele demonstra certa mágoa com alguns comerciantes que na sua concepção só sabem criticar ao invés de dá apoio.

– Metade dos comerciantes em Elesbão Veloso só sabem criticar. No caso da prisão desse elemento dizem: Ah, mas não roubou não tem nada não. E se a loja amanhece arrombada? iam dizer o que?. Cadê os vigias?

Caçulo disse que diante de muitas limitações, principalmente por conta do pequeno número de homens trabalha com o que tem, e mesmo assim tem mostrado eficiência, a prova foi a prisão do elemento que tentou furtar a loja Vip Ceel, alvo de outros tantos arrombamentos nos último anos.