REVISTAS SEMANAIS: VEJA os destaques de capa das revistas deste domingo, 5 de março 2017

VEJA
Capa: Odebrecht pagou por vinte anos pedágio às Farc
Empreiteira destinou um valor mensal de até 100.000 dólares aos narcoguerrilheiros colombianos para tocar obras em áreas dominadas por eles.

>> Cunha, o detento: encrenqueiro e detestado pelos carcereiros
Indócil, o ex-presidente da Câmara, preso no Paraná, herda o título que já foi de Nestor Cerveró: o de pior preso da Lava-Jato

ÉPOCA
Capa: Caixa dois e propina na eleição
Diante do que disseram Marcelo Odebrecht e seus auxiliares, o governo de Michel Temer vai procurar ganhar tempo contra a ameaça de cassação

>> Marcelo Odebrecht tem razão ao dizer que foi o “bobo da corte” do governo
Dilma usou equipamentos da empreiteira no Haiti para faturar politicamente


ISTOÉ
Capa: Odebrecht confirma propina de Dilma
Ao TSE, Marcelo Odebrecht ratifica ter pago R$ 50 milhões em propinas para a campanha de Dilma, conforme antecipou ISTOÉ, diz que a ex-presidente sabia dos acertos espúrios e que, inclusive, indicou o ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, para intermediar os repasses

>> Propinas em Belo Monte: 0,5% para o PT e 0,5% para o PMDB
Depoimentos de empreiteiros envolvidos na obra da usina, obtidos com exclusividade por ISTOÉ, revelam os achaques e as pressões para repasses ao PT e PMDB. Segundo eles, os arrecadadores eram João Vaccari Neto, ex-tesoureiro petista, e Márcio Lobão, filho do peemedebista Edison Lobão
CARTA CAPITAL
Capa: TSE: o mandato de Temer na corda-bamba
Depoimentos de executivos da Odebrecht complicam a chapa Dilma-Temer. A pressão só aumenta e logo cai o sigilo das delações

>> No quartinho dos fundos do Sambódromo, um pequeno tribunal
Para lá, são levados os casos de pequenos crimes, quase como num microcosmos do que é hoje o sistema judiciário brasileiro
Postagem anterior
Próxima postagem
Notícias Relacionadas

0 comentários: