Viola marca duas vezes e dá vitória ao Ríver contra o Tubarão.

Por: José Loiola Neto/Campeonato Piauiense 2017

Uma rodada após ficar fora do G-4 classificatório para as semifinais do Campeonato Piauiense, o Ríver voltou a zona de conforto depois de vencer o Parnahyba por 2×0, dois gols de Viola, ambos no primeiro tempo, pela sexta rodada do estadual, em jogo de principal de rodada dupla, no Lindolfo Monteiro, quarta passada.

Artilheiro isolado do estadual com 5 gols, Viola poderia ter aumentado a conta se tivesse convertido uma penalidade máxima aos 40 minutos da etapa inicial. Ele chutou rasteira e a bola tocou na trave esquerda do goleiro Alex.

Ríver x Parnahyba pelo Piauiense no Lindolfo Monteiro.

Nessa segunda etapa de jogo, o Parnaíba foi aparentemente melhor, não o suficiente para anotar uma gol sequer, apesar das várias chegadas ao ataque. Noite chuvosa em Teresina com pouco mais de 800 pagantes em rodada dupla(preliminar- Flamengo 1 x 0 Altos).

O Ríver chega aos 9 pontos e entra novamente no G-4, o Parnahyba tem 7 pontos, mas é superado pelo 4 de Julho no critério de desempate. Na próxima rodada, a sétima ou último do primeiro turno, quarta-feira, o Parnahyba encara o Flamengo no Pedro Alelaf em Parnaíba, enquanto o Ríver duela com o Altos no Lindolfo Monteiro na capital piauiense.

FICHA TÉCNICA

RIVER 2 x 0 PARNAHYBA
 

Motivo: Campeonato Piauiense de Futebol 1° Turno – 6ª rodada
 

Data- dia- hora: 08/03/2017- quarta-feira- 20h30
 

Local: Estádio Lindolfo Monteiro  em Teresina – PI
 

Árbitro: Leonardo Marques Fortes
 

Assistentes: Alisson Lima Damasceno e Arnaldo Araújo Santos.
 

Renda/público: R$ 9.420,00 com 837 pagantes
 

Gols: Viola-2 ambos no 1º tempo
 

Cartões amarelos: Rossales, Amarildo (RIVER), Renan, Thiago Granja e Siderval (PARNAHYBA).
 

Expulsão: Amarildo(RIVER)
 

RÍVER: Leandro; Rossales, Oscar Brizuela, Gustavo Eugênio e Wesley; Amarildo, Humberto (André Luís), Tety e Juninho Paraíba (Cleber Lucas); Rodrigo Tiuí (Mateus) e Viola. Técnico: Eduardo Hungaro.
 

PARNAHYBA: Alex; Thiago Granja, Gilmar Bahia, Renan e Siderval (Puxinha); Ramon, Marcos Gasolina (Alan), Fabiano e Dunga; Jânio Daniel e Yerien (Dênis). Técnico: Fernando Toner.