Pecuarista “Chico Lopes do Limoeiro” morre aos 77 anos em Elesbão Veloso.

 Por: José Loiola Neto

Em decorrência de problemas cardíacos, morreu neste domingo(9/4) em sua residência, na localidade Limoeiro, zona rural de Elesbão Veloso, onde possuía propriedades rurais, o pecuarista Francisco Lopes, o Chico Lopes, 77 anos.

Em conversa com uma de suas filhas, dona Lisieux, que reside em Teresina, o seu genitor há algum tempo vinha realizando tratamento de saúde na capital piauiense, sendo que a última vez que esteve lá foi há quase duas semanas. Liberado para retornar a Elesbão Veloso, seu Chico Lopes permanecia em sua moradia na zona rural.

Dona Lisieux disse que embora a médica tivesse pedido para seu Chico Lopes permanecer em Teresina, ele disse que precisava vir para resolver alguns problemas da Cooperativa Mista de Elesbão Veloso a qual é filiado, dessa maneira sexta última, dia 7 de abril completou uma semana que o pecuarista retornou da capital.

Perguntado se Chico Lopes tinha algum vício a fumo e álcool, dona Lisieux disse que o desapego ao fumo se deu há mais de 10 anos, assim que foi diagnosticado com problemas cardíaco. O retorno do pecuarista para avaliação médica estava previsto para este domingo.

Francisco  Lopes, o “Chico Lopes do Limoeiro” casado com dona Carmelita Barbosa deixa cinco filhos e sete netos. O corpo está sendo velado em sua residência situada à Avenida Benício Alves, Centro e será sepultado logo mais pela manhã no cemitério Sambaiba.

Franscisco Lopes- Chico Lopes do Limoeiro
Nasceu: 24/09/1939
Faleceu: 09/04/2017