Sete Deputados do Piauí votam a favor de requerimento que pretendia atropelar direitos trabalhistas

Deputados que votaram a favor da urgência em PL
da Reforma Trabalhista

Sete dos 10 deputados federais do Piauí, votaram a favor do requerimento que pedia urgência a apreciação do PL 6787/2016, que trata sobre a reforma trabalhista. A matéria não só divide opiniões entre os deputados, mas enfrenta a divergência dos principais sindicatos trabalhistas. Depois de muita discussão, o requerimento foi derrubado por 230 votos a 163, com apenas uma abstenção. Seriam necessários 257 votos para que a matéria fosse aprovada.

Da bancada do Piauí, participaram da votação 9 dos dez deputados federais, onde sete votaram a favor da urgência do projeto de lei e dois se manifestaram contrários ao atropelamento dos direitos trabalhista, e outro não compareceu a sessão.

A votação do requerimento de urgência expõe a fragilidade da base governista de Michel Temer na Câmara, como também expõe a subserviência dos nossos representantes (deputados do Piauí) a vontade do governo. A afirmação parte pelo motivo que vários deputados do próprio PMDB votaram contra a a urgência da matéria, já a maioria dos deputados do Piauí, preferem apenas seguir a orientação e vontade governista, esquecendo assim as promessas de defesa dos direitos da população durante a campanha.

Confira como se posicionou os deputados do Piauí.
Assis Carvalho – NÃO
Átila Lira – SIM
Héraclito Fortes – SIM
Júlio César – SIM
Maia Filho – SIM
Marcelo Castro – SIM
Paes Landim – SIM
Rodrigo Martins – SIM
Silas Freire – NÃO
Iracema Portela – Ausente a sessão