Altos vence Ríver, conquista returno do Piauiense e decidirá título com o Parnahyba.

Por: José Loiola Neto/Futebol Piauiense

Em um dos bons jogos do estadual, disputado na noite da última quarta-feira(10/5) no Estádio Lindolfo Monteiro, o Altos venceu o Ríver por 3×1, conquistou o segundo turno da competição e de quebra assegurou vaga na decisão para disputa do título máximo contra o Parnahyba, vencedor do primeiro turno. O Galo tentava o tetracampeonato, mas esteve irreconhecível diante de um Altos, que fez uma ótima
exibição.

Lance do jogo em Teresina. Altos supera Ríver e fica com a taça. Foto: Luis Junior AA Altos

Superior desde os minutos iniciais, o Jacaré poderia ter liquidado a fatura ainda no primeiro tempo, porém desperdiçou ótimas oportunidades, mesmo assim saiu vitorioso– placar de 1×0, gol de André Tavares. Na etapa derradeira, o Ríver melhorou, e aos 14 minutos chaga ao empate, através de Oscar, escorando de cabeça. Logo em seguida, desatento na marcação, o Ríver levou dois gols cruciais.

Foi o primeiro título da Altos na elite do futebol piauiense. Antes, em 2015, o time da terra da manga já havia conquistado a Série B do estadual em 2015. Debutante na primeira divisão desse ano, o Altos fez uma bela campanha durante os dois turno, vai agora decidir o título com o Tubarão. O primeiro jogo acontece nesse sábado á noite em Piripiri com mando do Paranahyba, penalizado pela Justiça Desportiva, dessa maneira terá de cumprir pena fora de seus domínios.

FICHA TÉCNICA

RIVER 1 x 3 ALTOS 


Motivo: Campeonato Piauiense de Futebol  – 2° Turno – Final


Data- dia- hora: 10/05/2017- quarta-feira- 20h


Local: Estádio Lindolfo Monteiro em Teresina


Árbitro: Leandro Bizzio Marinho-SP


Assistentes: Tatiane Sacilotti dos Santos Camargo e Luiz Alberto Andrini Nogueira, de São Paulo).

Gols: André Tavares, Jeremias e Esquerdinha(ALTOS; Osmar(RIVER)

Cartões amarelos: Humberto, Gabriel, Oscar Brizuela, Amarildo, Tety, Negueba (RIV), Vagner, Jeremias, Dida, Marcelo e Vitor Bafana (ALT).

RÍVER: Leandro Silva; Amorim, Oscar Brizuela, Gabriel e Wesley (Negueba); Amarildo, Juninho Paraíba, Humberto (Tety) e Osmar (Rossales); Viola e André Luiz. Técnico: Eduardo Hungaro.

ALTOS: Rodrigo Carvalho; Dos Santos, Vitor Bafana, Marcelo e Tiaguinho; Marconi (Felipe Macena), Vagner e Esquerdinha; André Tavares (Leone), Manoel e Joelson (Jeremias). Técnico: Paulinho Kobayashi