Joaquim Magalhães afirma ser “justa” homenagem estendida ao ex-lateral Idê Soares: “era um cara fenomenal”

Joaquim Magalhães


Por: José Loiola Neto/Esporte Local

Cunhado do ex-lateral direito da Seleção de Elesbão Veloso, Ildefonso de Oliveira Soares, o Idê agradeceu o município por homenagem àquele que foi um dos destaques do futebol elesbonense entre as décadas de 1970 e 90.

Em entrevista a FM Eldorado, Joaquim Magalhães elogiou a decisão da Câmara em aprovar projeto que trata sobre a nomeação de quadra esportiva no Capitão Mundoco, inaugurada no último sábado(13), dia em que Elesbão completara 63 anos de fundação.

– A família Oliveira e Soares recebe tudo isso com o coração repleto de alegria, a dona Maria, todas as filhas, todos os filhos, agradece, é uma alegria profunda essa homenagem por parte da comunidade elesbonense, por parte da comunidade do futebol dessa cidade, como falei durante o discurso, mais alegre estar João Soares se estivesse aqui para receber essa homenagem em nome de Ildefonso, o Idê.

Magalhães, lembrou na entrevista que Idê foi um grande jogador de futebol, além disso foi também uma grande pessoa, um bom ser humano, um homem de coração puro, que não tinha maldade com as pessoas. Ele lembrou do convívio no dia a dia com o cunhado.

– Para você ter uma ideia, eu chamava o Idê de ‘velho’, e ele me chamava de ‘velho’, tínhamos um bom convívio, além de jogarmos bola juntos, em alguns times de futebol amador em Teresina, conviviamos praticamente todos os dias, ele indo na minha casa, eu indo na casa dele, era um cara fenomenal, essa homenagem é muito justa que os elesbonenses estão prestando ao Idê.