OBITUÁRIO: pessoas que faleceram em Elesbão Veloso entre janeiro e junho 2017

 Falecimentos: Algumas pessoas que desapareceram da vida terrena em Elesbão Veloso entre janeiro e junho. . Confira

- Rosendo Nogueira, ferreiro, 74 anos, pai do ex-goleiro Zé do Rosendo.

- José Edimar de Sousa, vigilante, aos 55 anos, vítima de atropelamento em Teresina.

- Francisco Ferreira Ramos(Dr Chico Ramos), neurocirurgião, aos 88 anos, em Teresina.

- Francisco de Assis Cavalcante , irmão do seu Evilásio Cavalcante dona Gracy Cavalcante e Chagas do Paraíba, pai do Alex Cavalcante, no último dia 25 de maio em Teresina, onde o corpo foi velado e sepultado. De Assis, que morava no bairro Vamos Ver o Sol foi açougueiro em Elesbão nas décadas 1970 e 80.

Açougueiro De Assis faleceu em THE em 25/5.
- Dona Alzira Maria da Silva, esposa do Seu Manoel Mundesa. Ela estava com 71 anos.

- Francisco Lopes, o Chico Lopes do Limeiro, aos 77 anos.

- João Nonato, morador do Povoado Mosqueada, vítima de atropelamento na BR-316.

- Adão Belarmino da Silva Sobrinho, em Aramina-SP Rodovia Anhanguera-SP, vítima de atropelamento.

- Marcolino Mendes, em Aramina-SP, vítima de atropelamento, aos 46 anos.

- Edna Alves, esposa do Lídio Mesquita, aos 57 anos.

- Maria Cardoso, a Mariinha, elesbonense, 72 anos, em Ipuã-SP. Ela era irmã do senhor João Cardoso, morador do bairro Cirino.

- Maria da Cruz Rodrigues Santos, esposa do Seu Deuzim, era moradora da Rua Henrique VIII, no Cirino.

- Maria Rosa de Sousa, moradora da Rua Henrique VIII, no Cirino.

- Luis Madeira, aposentado, morador do bairro Cirino. 

- Francisca Maria da Conceição, mãe do Morais, moradora da Rua Padre José Paulo do Rego, no Cirino.

- Maria das Dores Araújo, a "Maria do Zé Celestino", em Teresina, onde o corpo foi velado e sepultado.

- Manoel José de Alcântara, o "Manoel Umbilina", morador da Rua Ursulino Coimbra, na Piçarra.

- Louro da Joaquina, morador do povoado Baixa do Curral.

- Agenor Barbosa da Silva, o Agenor Borba, em Teresina. Corpo foi velado e sepultado em Elesbão Veloso. . Ele era irmão da dona Antonia do Milton, moradora do Cirino.

- Raimunda Rodrigues da Silva Macêdo, a "Raimunda do Deto", em Teresina. Ele era mãe dos professores Socorrinha e Carlinhos. Corpo foi velado e sepultado em Elesbão.

- Geovane Martins da Silva, Ele era filho do Seu Zé Martins, morador da Rua Emiliana Barbosa de Jesus, na Grota do Feijão.

- Domingos da Luz Silva, em São Paulo. Corpo foi velado e sepultado em Elesbão Veloso.

- Francisca Rodrigues de Oliveira Barreto, a Nenê, em Cuiabá-MT. Corpo foi velado e sepultado em Elesbão. Nenê era mãe do DJ Léo Mix, falecido em 2015.

- Otília Maria de Araújo, moradora da Rua do Fio. Dona Otilia, esposa do Seu Miguel da Frutaria, mãe do professor Tankilo.

>> Clailton Pereira da Silva, o Major, aos 43 anos, em Teresina, vítima de queda. Corpo foi velado e sepultado em Elesbão Veloso.

- Dona Adelina Bezerra, em Teresina, onde o corpo foi velado em sepultado. Ela era mãe da da Dona Gracinha Cavalcante, do Grupo Nova Saúde.

- Maria da Solidade Costa da Silva, a "Suli do Luis Norinda", em Teresina. Corpo foi velado e sepultado em Elesbão.

- Jurandi Beserra da Silva, o Tunda. Ex-jogador de futebol amador e motorista profissional. Pai de Francisco Rodolfo, falecido no final de 2014.

- Benvinda Rodrigues Nunes, a "Esquita", mãe do ex-jogador Baladeira. Aos 78 anos, em Teresina. Corpo foi velado e sepultado em Elesbão.

- José Emídio Gomes, o "Zé do Emídio", no litoral de São Paulo.

- José Palhares, aos 75 anos. Por muitos, ele morou na localidade Roça Velha.
Postagem anterior
Próxima postagem
Notícias Relacionadas

0 comentários: