Projeto torna inelegíveis políticos no Piauí

Um projeto do senador Álvaro Dias (Pode-PR) torna inelegíveis cônjuges e parentes, até o terceiro grau, de ministros ou conselheiros dos Tribunais de Contas e de membros do Ministério Público de Contas.

Se aprovado pelo Congresso Nacional e for transformado em lei, no Piauí, os deputados estaduais Luciano Nunes Filho (PSDB), Severo Eulálio (PMDB) e o ex-governador e político Wilson Martins (PSB), seriam atingidos, que são, assim como outros políticos pelo Brasil, parentes de conselheiros da Corte de Contas. Caso estivesse em vigor há mais tempo, nenhum desses três poderiam ter sido eleitos. Devi existir mais políticos no Piauí nesta situação.

O senador Alvaro Dias (Pode-PR), autor do projeto, diz que o objetivo é “prestigiar a moralidade administrativa e a igualdade entre os candidatos”. Ele chamou atenção para o desequilíbrio no processo eleitoral diante da responsabilidade fiscalizadora dos Tribunais de Contas.

Veja a composição do Tribunal de Contas do Estado os conselheiros e seus parentes políticos:

Luciano Nunes – Pai do deputado estadual Luciano Nunes Filho.

Kleber Eulálio – Pai do deputado do estadual Severo Eulálio.

Lilian Martins – Esposa do ex-governador Wilson Martins-PSB, que foi candidato ao senado em 2014, e pretende concorrer a cargo eleitivo em 2018.