Médico Roberto Carvalho da Secretaria de Saúde em Elesbão Veloso fala sobre arboviroses e diferencia dengue, zika vírus e chikungunya.

Por José Loiola Neto/Saúde em Elesbão

O médico Roberto Carvalho, de Picos, que atua junto a Secretaria de Saúde em Elesbão Veloso falou sobre dengue e chikungunya em entrevista ao Espaço Saúde, quando do Programa Almanaque na FM Eldorado.

No começo do segundo semestre, a cidade conviveu com algumas viroses que provocou um surto do número de casos de chikungunya. Dezenas ou talvez(já que não há um dado preciso) recorreram as unidades de saúde do município, grande parte apresentando sintomas da doenças. Como forma de dirimir dúvidas, o programa recorreu um profissional para não apenas explicar sobre o que provoca a doenças, mas para apontar medidas de profilaxia para o problema.

Ao comentar as arboviroses, o médico Roberto Carvalho  ressaltou que o termo Arbovirose explica que as doenças são provocadas pelo mosquito Aedes Aegypti, que dentre outras provoca três doenças: dengue, a mais conhecida, chikungunya e zika vírus.

Dr Roberto Carvalho falou a Eldorado Fm sobre arboviroses
- Basicamente, o quadro clínico dessas três doenças são semelhantes. Mas há algumas diferenças a serem destacadas entre as três, já que na dengue, a febre é bastante alta, também apresenta um início súbito, já a zika vírus apresenta uma febre mais baixa, apresenta reações alérgicas, corpo com manchas avermelhadas, no olho, a conjuntiva(parte branca do olho) também fica avermelhada, em muitos casos levando a conjuntivite. Em relação a chikungunya dá febre, dor nos músculos(mialgia), mas o sintoma principal são dores articulares(popular juntas), o pacientes se queixa de dores intensas nas juntas, em muitos casos dificulta ele até a caminhar,movimentar braços, pernas e joelhos, a doença também faz com que surja um inchaço(edema) justamente nessas articulações. Em alguns casos apresenta vermelhidão nas articulações. Tudo isso leva a um processo de inflamação nas articulações ai desenvolve uma artrite.

Quando questionado a respeito dos casos de chikungunya em Elesbão Veloso, o médico disse que alguns pacientes foram submetidos a exames sorológicos via Secretaria de Saúde e o resultado apontou a positividade principalmente para chikungunya.

- Eu tive acesso e observei alguns exames de pacientes na Secretaria de Saúde, vi vários casos, alguns que foram suspeitados e foram solicitados  a sorologia e de imediato foram descartados já que aqueles pacientes não foram acometidos por dengue, zika vírus ou chikungunya, pode ter sido por alguma outra virose, mas outros pacientes foram confirmados, os exames vieram todos positivos e isso será informado ao Ministério da Saúde, a Sesapi para que sejam tomadas as devidas providências.
Dr Roberto Carvalho comenta sobre casos de chikungunya em E.Velos
Para Roberto Carvalho, a explosão do número de casos de arboviroses em Elesbão Veloso pode estar relacionado a falta de cuidado dos munícipes no tocante a limpeza de quintais, terrenos baldios, a observação com relação a água paradas, limpeza de reservatórios etc. El ressaltou que o mosquito Aedes Aegypti só proliferam essas doenças porque estão acumulados em vasilhames, pneus ou outro recipiente em água parada, principalmente.

- A limpeza, o cuidado, a vigilância. A gente não pode esperar apenas pelo poder público, a população tem que fazer sua parte porque quem sofre as consequências é a população com essas doenças.

Quanto a medicação para um paciente que esteja com chikungunya, o médico Roberto Carvalho disse que a única medicação a não ser tomada de forma alguma é o AAS(Ácido acetilsalicílico). Quanto aos outros sintomas, existem medicamentos que serão prescritos aos pacientes para ir aliviando a dores.

- A gente inicia com uma medicação de potência menor, caso não haja uma uma resolução, a gente associa com medicações analgésicas que são para dores mais potentes e também pode ser associado dependendo do caso alguns anti inflamatórios. Mas o mais importante é que o paciente venha até o profissional de saúde para saber qual medicação será indicada até porque cada caso é um caso por isso temos que ver qual a medicação específica para aquele paciente.

O período de incubação  geralmente entre o período em que o mosquito pica a pessoa até os primeiros sintomas varia de sete a dez dias tanto para dengue, zika virus e chikungunya. O médico encerra dizendo que a prevenção para todas essas doenças é o cuidado com água parada, vigiar terrenos baldios e quintais, fazendo a limpeza constante.
Postagem anterior
Próxima postagem
Notícias Relacionadas

0 comentários: