DE OLHO NA LÍNGUA- Dicas de português do Professo Antonio da Costa de Sobral-CE- Material de domingo, 06/08/2017

Ad hoc
É expressão latina de valor adjetivo que significa “(especialmente)” para esta determinada circunstância; “(especialmente) para isto”. Exs.: A explicação, para não ser “ad hoc”, permite previsões; Uma ideia interessante é criar um corpo de especialistas que forneceriam os pareceres “ad hoc”, baseados exclusivamente em critérios técnicos e anonimamente (ESP). A pronúncia aproximada é “adóqui”.

Acrobata X acróbata
Embora as duas formas sejam tradicionalmente indicadas, a palavra só ocorre com mais frequência como paroxítona, sem acento (sílaba tônica: ba). Acrobáta (o acento é só para indicar a sílaba tônica).

Acendido ou aceso?
A forma acendido é usada com verbos auxiliares “ter” e “haver”. Ex.: Ela tinha acendido o fogo; Ela havia acendido a fogueira. A forma aceso é usada com os verbos “ser” e “estar”. Ex. O fogo é aceso às 8 horas; A fogueira está acesa desde às 8 horas.

Acessão e acepção
Acessão – palavra de uso raríssimo que significa “consentimento”. Ex.: Entre os obstáculos criados à acessão dos países do leste europeu, figura a exigência “acquis communautair” (FSP). Acepção significa “significado”. Cada um dos sentidos em que uma palavra pode ser tomada.

Na palavra Bauru existe ditongo ou hiato?
Em Bauru existe, é verdade, hiato. Assim, a pronúncia rigorosamente correta dessa palavra é: Ba-u-ru. Embora muitos a pronunciem “Bau-ru”, transformando um hiato num ditongo.

É verdade que hiato é um hiato?
É verdade. Basta separarmos a palavra: hi-a-to. Eis aí duas vogais com a mesma força de pronúncia; não há uma mais forte que a outra. Por isso, as duas são vogais; não pode haver vogal e semivogal nesse caso. Também hiato existe em diabo (di-a-bo), quiabo (qui-a-bo), riacho (ri-a-cho), em que não há predominância tônica de um som vocálico sobre o outro; ambos possuem a mesma tonicidade, a mesma força. Sendo assim, não há como encontrarmos uma semivogal nessas palavras, a menos que forcemos a pronúncia: dia-bo, quia-bo, ria-cho. Mas que diabo de pronúncia é essa?

Em tuiuiú que encontros existem?
Em tuiuiú temos essa divisão: tui-ui-ú. Portanto, ditongo, hiato, ditongo e hiato.

Nas palavras mui e muito o ditongo nasal é crescente ou decrescente?
Aí decorre a sequência vogal + semivogal, portanto, o ditongo “ui” é decrescente. Trata-se das únicas palavras com ditongo nasalado não marcado com sinal de nasalação (ou nasalização). O que houve aí foi a influência da nasalidade da consoante inicial sobre o ditongo. Por isso, não pronuncie “rúim”; a palavra não tem ditongo nasal, mas, sim, hiato: ru-im.

(*) Professor Antônio da Costa é graduado em Letras Plenas, com Especialização em Língua Portuguesa e Literatura, na Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). É, também, servidor do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Sobral. Contatos: (088) 9762-2542.