Campo Poeirão nunca existiu de fato em Elesbão Veloso

terça-feira, 26 de setembro de 2017

Campo Poeirão nunca existiu de fato em Elesbão Veloso

Campo Poeirão: Imagem Ilustração
Cobrança constante por parte dos boleiros do município, os campos poeirões, nunca existiram de fato na cidade. Alguns afirmam que os que existiam, sumiram por conta da ação do poder público, mas a verdade é que os campos poeirões que tinham no município, todos eram em terrenos privados e nunca existiram de fato, pois não eram legalizados, com o crescimento da cidade, seus proprietários os lotearam em terrenos 10x30 e depois os venderam.

Campos como o do Conjunto Eufrausino Moura, Rua do Fio, Sambaíba, Escada no Capitão Mundoco, Grota do Feijão e Piçarra todos deixaram de existir por pertencer a iniciativa privada e não ao poder público como alguns por engano acham (vam).

Outra dificuldade é que até mesmo para a o poder público construir um campo poerão na zona urbana é, a falta de terrenos próprios para um campo de futebol. Pois as dimensões necessárias no minimo é de um terreno com 8 mil m² (oito mil metros quadrados) e em local nivelado, impossível de encontrar na zona urbana da cidade, visto a cidade ser cheia de altos e baixos.

A única opção para o poder público é adquirir "um ou uns" terrenos na zona rural da cidade. Exemplo para a construção de poeirões são na localidade Piquizeiro, Sambaíba e Gameleira que são os pontos mais próximos da cidade que dispõem de terrenos apropriados para a construção de um campo poeirão para os boleiros da cidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário