Jornalista alagoano Audálio Dantas morre em São Paulo, aos 88 anos.

quinta-feira, 31 de maio de 2018

Jornalista alagoano Audálio Dantas morre em São Paulo, aos 88 anos.

Jornalista Audálio Dantas faleceu aos 88 anos

Por José Loiola Neto

Faleceu durante a tarde de ontem(30/5) em São Paulo, aos 88 anos, o jornalista Audálio Dantas, um dos responsáveis por denunciar as torturas sofridas pelo também jornalista Vladimir Herzog, morto no DOI-CODI, um aparelho de repressão usado durante o Regime Militar.

Audálio foi presidente do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo em 1975, ano da morte de Herzog. Em 1981, o jornalista recebeu o Prêmio de Defesa dos Direitos Humanos da ONU.

Audálio Dantas, que lutava contra um câncer de intestino desde 2015 nasceu em Alagoas e iniciou sua carreira no jornalismo em 1954 como repórter do Jornal Folha da Manhã, que mais tarde viraria Folha de S.Paulo. Ele passou pelas redações dos principais veículos de comunicação do país, tendo sido também presidente da Federação Nacional dos Jornalistas- FENAJ e transformou algumas de suas reportagens em livro.

O velório do jornalista acontece na sede do Sindicato dos Jornalistas de São Paulo nesta quinta-feira, a partir do meio dia. Não foi informado sobre horário e local de sepultamento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário