II Trilha de motocross da Fazenda Caraibinha/Elesbão Veloso promovida por Albércio Moura e Rogério Gomes mais que dobra número de participantes e atinge sucesso absoluto. VEJA FOTOS

domingo, 3 de março de 2019

II Trilha de motocross da Fazenda Caraibinha/Elesbão Veloso promovida por Albércio Moura e Rogério Gomes mais que dobra número de participantes e atinge sucesso absoluto. VEJA FOTOS


Ponto de saída: motoqueiros na Praça da Independência, centro de Elesbão Veloso

Por José Loiola Neto/Destaques de Elesbão Veloso- 2ª Trilha Fazenda Caraibinha

Elesbão Veloso recebeu neste domingo de Carnaval(3 de março/19), a II Trilha de Motocross da Fazaenda Caraibinha, evento realizado pela primeira vez durante o ano passado, registrando a participação de pouco mais de 25 inscritos, de um ano para o outro aumentou sobremaneira a simpatia daqueles que curtem adrenalina e o ronco dos motores, tanto que na edição desse ano, a trilha promovida pelos amigos Albércio Moura e Rogério Gomes teve 60 motociclistas inscritos, todos caracterizados com camisa alusiva a trilha e que percorreram um trajeto de pelo menos 80km, partindo da Praça da Independência, centro da cidade, indo a rincões vários da zona rural,e chegando no começo da tarde ao Clube Recreativo Elesbonense- CRE, local da confraternização. A largada aconteceu por volta das 7h40 da manhã, antes, os organizadores fizeram a distribuição das camisetas e numeração a ser fixada nas motos.

O roteiro de estrada percorrida pelos motoqueiros na II Trilha da Fazenda Caraibinha: Praça da Independência- localidade Sambaíba- Morro do Chapéu- Betônica - Boi Morto - Careta - Pequizeiro - Boeiro - Monte Castelo - Jardina - Exu- Baixa da Ponte- Faustino- Roça Velha- Malhada- Fazenda Santa Cecília - Caraibinha- Atalaia- Angical- entrada rodovia estadual PI-224 rumo a sede do município e chegada ao CRE, situado à Rua São Paulo, no Matias. 

A trilha que teve como coordenadores de trajetos Ronaldo Aderbal(grupo-1) e Albércio Moura(grupo-2)  obedeceu como primeiro ponto de parada as imediações da localidade Pequizeiro, oportunidade para os motociclistas fazer rápida revisão nas máquinas ou se hidratarem, tomando água. Dali seguiu rumo as localidade Boeiro - Monte Castelo - Jardina e Exu.

Por volta das 10h20 uma parada para café da manhã, por sinal reforçado. Foi na localidade Exu na residência dos amigos Cícero Moura, que junto a esposa Eugênia Costa e demais familiares, ofereceram uma belissima recepção.

Devidamente alimentados, os motoqueiros partiram para complementação da rota estabelecida e seguiram no sentido localidade Faustino, passando ainda por Roça Velha- Malhada- Fazenda Santa Cecília - Caraibinha, mais um ponto de parada, a trilha prosseguiu por Atalaia e Angical até a entrada pela rodovia estadual PI-224 indo rumo a parada final, no CRE.

A exemplo do ano passado, para felicidade de Albércio Moura, a chuva foi cenário da trilha, a precipitação que atingiu grande parte da área territorial do município começou por volta das 9h20 em ritmo moderado.

Em conversa com a reportagem Albércio Moura, um dos idealizadores/coordenadores da trilha, ele destacou que a realização do evento em 2018 já animou e para este ano deixou mais entusiasmada a organização. Para ele, o aumento do número de participantes se deve a paixão do elesbonense por esporte, e este esporte sob duas rodas caiu na graça daqueles que tem a moto como meio de transporte e buscam nessa trilha/passeio uma maneira de aliar lazer, entretenimento e socialização. Albércio aposta que com a dimensão que a trilha vem alcançando em termo de divulgação e visibilidade é muito provável que em 2020 registre a inscrição de pelo menos 100 participantes.

- Ainda bem que essa trilha idealizada por mim e Rogério em 2018 está tendo êxito. A gente que gosta de esporte aqui na cidade sabe que o povo elesbonense gosta de esporte, a prova são os jogos no Nogueirão e esse tipo de esporte, a trilha é novo e ensina porque aqui o motociclista não pode exceder velocidade, há locais que precisar reduzir a velocidade, é uma maneira para também a gente aprender sobre regras de trânsito.

Partiicipando da trilha pelo segundo ano seguido, o professor Marcone Alves, o Billy, da Escolinha M.A de Futebol, destaca em essência a trilha é na verdade um momento de encontro entre amantes desse esporte, é oportundo, visto que durante o ano todo é raro uma oportunidade para amigos estarem juntos. Ele agradeceu os coordenadores Rogério e Albércio pela realização da trilha, na sua concepção, uma chance de extravasar emoções em tempos de muita correria e estresse no dia a dia.

- Mas é bom frisar que a partir do momento que partirmos para pilotar uma moto precisamos estar cientes de nossas responsabilidades e isso faz com que tenhamos mais consciência, da utilização de acessórios importantes como vestimentas apropriadas e capacete, até porque sabemos que a motocicleta é um veículo propenso a acidentes.

Para Rogério Gomes, coordenador da trilha de motocross da Fazenda Caraibinha, vibrou com o aumento do número de participantes, quando comparado ao ano passado. Ele acredita que o evento vem dando certo, e a tendência é melhorar ainda mais nos próximos anos. Inseridos no futebol local durante vários anos na condicção de atacante, goleiro e até árbitro, Rogério destaca que ele e o colega Albércio não foram lapidados para evento como a trilha, contudo, estão abertos a sugestões de pessoas que já acumulam certa gama de experiência no segmento.

- Acreditamos que o evento está dando certo e a nossa meta e intenção é melhorar mais a cada ano. Essa trilha é importante para a cidade é um incentivo, o Albércio teve a ideia de realizar, me procurou, abraçamos a causa meio que tímido, mas estamos otimistas para o ano que vem até porque temos propostas de ajuda e isso é bom, esperamos que isso se torne parte do calendário esportivo em Elesbão Veloso.

Ao participar pela primeira vez da trilha da Fazenda Caraibinha, o professor João Batista se mostrou satisfeito e entusiasmado, e as inúmeras declarações positivas em torno do evento ano passado o fez se inserir este ano. Para ele a trilha é uma motivação a mais para fortalecer laços de amizade e parceria. (FALA JB)

- Ano passado na primeira edição não participei, deveria ter participado, tive boas informações e resolvi aderir esse ano. Esse evento é uma iniciativa muito boa para a gente descontrair um pouco e continuarmos no esporte, espero estar com saúde para participar ano que vem.
Outro que participou da trilha pelo primeira vez foi o representante comercial Emanuel Brito, e se mostrou um tanto feliz de estar no meio daqueles qe por certo abrilhantaram a trilha da Fazenda Caraibinha. Emanoel já deixou claro que pretende participar das próximas edições da trilha.

- Achei o evento muito bem organizado, tudo muito bacana, além disso, a galera participante só gente boa me fez a procurar a me inserir na trilha este ano, espero estar aqui em 2020.

Inserido no esporte local, principalmente no que diz respeito ao futebol, compondo o atual elenco do Pé do Morro na Copa Cidade, em disputa, Ronaldo Aderbal mostra que tem outros dons e paixão, tanto que possui em sua coleção cinco modelos de motocicletas, e  neste domingo juntamente com o filho Ronaldo Junior, 12 anos, este pilotando uma moto de pequeno porte estiveram na II Trilha da Fazenda Caraibinha. À reportagem, Ronaldo Aderbal revelou que a trilha serve para alavancar a posição do município no que se refere a este esporte, visto que Elesbão Veloso está bem atrás de cidades como Inhuma, Valença e Água Branca, que sediam etapas e disputas de campeonatos de motocross.

- Estamos tentando junto com o Luca Bala, cunhado do Edmilson do Zé de Branca um rapaz que chegou a cidade a pouco tempo fortalecer esse esporte aqui em Elesbão Veloso. A trilha também é uma oportunidade para a gente falar sobre normas de trânsito, até porque aqui é uma trilha passeio, não é competição, não temos trajeto particular, vamos utilizar vias públicas, o que motiva termos cuidados para evitar acidentes. VEJA FOTOS

 




 

Nenhum comentário:

Postar um comentário