DIREITOS AUTORAIS

header ads

REVISTAS SEMANAIS- Destaques de capa das revistas que estão chegando às bancas e residências dos assinantes nesta segunda-feira, 27 de janeiro 2020

Capa VEJA 2.671

ISTOÉ Edição 2.611

Capa- No Palco de Davos

As lideranças paralelas do Brasil

Com a ausência de Bolsonaro, Davos viu brilharem nomes que defendem uma nova política no País, como João Doria e Luciano Huck. Apesar de festejado pelos empresários, Paulo Guedes precisou rebater as críticas sobre o desmatamento na Amazônia e as crises geradas pelo governo federal
Em 2020, o Brasil conseguiu reverter parcialmente no Fórum Econômico Mundial os estragos que o governo provocou na imagem nacional ao longo do último ano. Mas não por causa do presidente. Com a ausência de Jair Bolsonaro, o palco de Davos foi tomado por dois rivais que representaram uma visão menos extremista e mais positiva em relação ao Brasil: o governador João Doria e o apresentador Luciano Huck. Desta vez, o governo foi representado pelo ministro da Economia Paulo Guedes, que é tradicionalmente bem acolhido entre os empresários e investidores pela sua agenda liberal. Isso, apesar das crises do governo Bolsonaro.
--------------------------------
ÉPOCA Edição 1.125
Capa- A ERA DO ‘DESPEITO’
Na onda de aceitação da beleza diversa, mulheres abandonam as próteses de silicone e voltam aos seios naturais
A produtora Mayra Oliveira retirou os implantes de silicone oito anos depois da cirurgia. Preferiu manter os seios no tamanho natural, o que lhe causou “alívio”. E MAIS...

>> QUEM É RICARDO CAMARINHA, O MÉDICO DE BOLSONARO
Bem cotado entre militares, o responsável por monitorar a saúde do presidente no Palácio já resgatou FHC após uma indigestão

>> ANA CARLA ABRÃO E MARCELO KNOBEL DISCUTEM A MUDANÇA NOS RENDIMENTOS DE PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR
A economista e o reitor da Unicamp divergem sobre a decisão do STF que equiparou o teto salarial dos docentes das universidades públicas estaduais ao dos colegas das instituições federais

>> BEETHOVEN, GENIAL E REVOLUCIONÁRIO AOS 250 ANOS
Hoje, a enorme influência do compositor alemão na música ocidental ressoa com ainda mais potência
-------------------------------
VEJA Edição 2.671
Reportagem de capa- Regina Duarte: os próximos capítulos da novela na Secretaria da Cultura

Ela pode assumir a bagunçada pasta com a missão de enfrentar os delírios ideológicos dos bolsonaristas e a desconfiança da classe artística. LEIA AINDA...

Contas reprovadas- Atriz deve R$ 319,6 mil por irregularidades com a Lei Rouanet

Jornalismo de excelência é a resposta de VEJA aos desafios da era digital

Saúde-Câncer: tratamentos reduzem taxas de morte a patamares inéditos

Perfil- Tereza Cristina, ministra da Agricultura, é o nome do país no exterior

Brumadinho- Um ano depois da catástrofe que deixou 259 mortes, muito resta a reparar

Música- As estratégias de Anitta para conquistar a América (e o mundo)

Postar um comentário

0 Comentários