Ticker

6/recent/ticker-posts

Advertisement

Responsive Advertisement

FELICIDADE: Vivendo em Boa Vista-RR, filha localiza pai em Elesbão Veloso após 32 anos.

Dinha com esposo e filhos em Roraima

José Sobral, o Zezinho pai de Dinha é lavrador e vive em Elesbão Veloso

Dinha Oliveira com os três filhos; ela já é avó 

Dona Maria Carmeci, mãe de Dinha faleceu em 2010
Por José Loiola Neto

Tudo no seu tempo. Nunca é tarde para vê a felicidade nos olhos de pessoas que se querem bem. Nesta última terça-feira(26/01/2021), primeiro graças a Deus e ao destino, depois a mim-José Loiola Neto, uma filha conseguiu revê o pai depois de 32 anos. 

Pois bem!, desde 1989, quando tinha apenas 5 anos e saiu de Elesbão Veloso rumo a Timon-MA, na companhia da mãe e de um irmão(de nome Fabinho), a senhora Maria Raimunda de Oliveira, a "Dinha", nascida em Parnarama-MA, atualmente com 36 anos e morando em Boa Vista-RR estava a procura do seu genitor, o senhor José Sobral dos Santos, o Zezinho, lavrador, atualmente com 54 anos, residente neste município. 

Detalhe importante é que Dinha havia procurado por informações do seu pai há quase um ano, precisamente a 15 de fevereiro de 2020 em uma mensagem encaminhada no Mensenger, e somente ontem me dei conta e após conversarmos demoradamente no WhatsApp parti para tentar chegar a um final feliz nessa história. 

Na conversa que travamos, além do pai, Dinha procurou por um irmão de nome Amaury, mais jovem do que ela. Por incrível que pareça conheço o Amaury desde a época em que frequentava a casa do seu tio Edmilson Matos, meu colega de escola- 1991 e 1992, tinha meus 16 para 17 anos, peguei Amaury no colo; pesquisei e descobri que atualmente ele se encontra no interior de Minas Gerais. 

Enquanto ao senhor José Sobral, o Zezinho minha mente instigante mandou que recorresse a um xará dele, o amigo eletricista Zezinho Mocó, fundamental para o desfecho dessa história, pois não apenas ele conhecia como viabilizou uma vinda de José Sobral a minha casa. E assim o fez, no começo da noite, pouco depois das 19h.

Depois de tomar conhecimento dos fatos narrados e ter acesso a áudios e mensagens, José Sobral reconheceu a filha e relembrou a saída da esposa com dois de seus filhos rumo ao Maranhão, depois de desentendimentos. 

Obstante esse fato, procedi com uma ligação a Boa Vista a procura de Dinha que me atendeu e posteriormente conversou com seu pai, ao telefone, porém ainda incredula e desejosa de ver o rosto do pai,  do meu celular fiz então uma chamada de vídeo, ambos puderam olhar um para o outro e se emocionar, os dois choraram bastante. 

Essa história tem em parte um final feliz pelo reencontro, mas surge dissabor em face o lado cruel de perdas. Dinha é neta do senhor Valdecir Santiago, o "Valdecir Grosso", que morreu em trágico acidente com moto no dia 29 de janeiro de 2015(depois de amanhã completam 6 anos), na zona rural de Água Branca. Valdecir é pai de Zezinho. 

E mais: durante o ano de 2010, a mãe de Dinha, consequentemente esposa de Zezinho, a dona de casa Maria Carmeci Oliveira dos Santos faleceu em decorrência de um infarto fulminante. 

Nesse intervalo de tempo, cravados 32 anos, a menina com apenas 5 anos que deixou Elesbão Veloso naquele 1989 cresceu, casou e constituiu família, tem esposo, 3 filhos e até um netinho, este bisneto de Zezinho, que também tem outra família, mas disse querer muito rever a filha novamente bem como seus netos e bisneto para abraça-los. 

A jovem Dinha me agradeceu muito por lhe proporcionar essa felicidade em reencontrar o pai. E eu, humildemente retribuí e afirmei que não fosse a força e a fé que temos em Deus não conseguiríamos realizar sonhos como este que se concretiza. 

Postar um comentário

0 Comentários