Advertisement

Responsive Advertisement

Ex-lateral direito oeirense Leandro lamenta a morte do amigo, atacante elesbonense Carlão Portela: "Era uma referência para mim"

Leandro com a camisa do Colorado segurando a taça de campeão em 1996  

Atacante Carlão faleceu neste domingo, aos 53 anos

Por José Loiola Neto

O ex-lateral direito oeirense Leandro, que morou e tem Elesbão Veloso com sua casa lamentou a morte do ex-atacante Carlão Portela seu parceiro de equipe no Colorado, onde foi campeão da Copa Cidade em 1996, aliás que naquela edição, o excelente atacante Carlão foi artilheiro e marcou 11 gols contra a Baixa da Ponte na goleada por 16x1, o que lhe credencia o recorde em uma única partida na competição, até hoje. 

Carlão desapareceu da vida terrena aos 53 anos, neste domingo, depois de ter ficado quase três semanas internado em hospital particular em Teresina. A causa da morte não foi revelada pela família. 

- Esse cara é uma referência para mim, é lamentável sua partida, joguei com ele muito tempo, joguei contra, atuamos juntos na seleção, foi um prazer tê-lo conhecido. 

Para Leandro, Carlão foi um grande parceiro, tanto que mantinha contato frequente com ele, sendo que nesses últimos dias, por conta do agravamento do quadro de saúde quem respondia as mensagens era a esposa do ex-jogador. 

- A morte dele foi como uma facada no peito, sinto muito também a morte do Tunda, fiz muitas amizades ai, Cícero Mandureba é outra referência, falava direto com o Carlão, estendo os sentimentos à família e desejo que a alma dele descanse em paz. Estou muito triste. 

Além de atleta do Colorado, Trintões e Seleção de Elesbão Veloso, Carlão era professor de biologia e educação física e foi chefe de gabinete da PMEV. 

Postar um comentário

0 Comentários