Advertisement

Responsive Advertisement

PASSAGEM MOLHADA com problemas de escoamento d`água em Rua do Santa Clara gera queixas e revolta de moradores; secretário diz que prefeitura deverá construir mini-ponte.

Problemas em passagem molhada no Santa Clara 

Por José Loiola Neto

Após a repercussão em forma de queixas e reclamações de moradores do entorno da Rua Mozar Soares Cavalcante, no Santa Clara, protocoladas no Painel Popular, domingo passado, expondo um grave problema em uma passagem molhada, e que há pelo menos três semanas vem comprometendo o tráfego de veículos naquela via pública, a Prefeitura de Elesbão Veloso, por meio do Secretário de Obras  Aldemar Soares da Silva, o Edi Rufino adotou as primeiras providências, procedendo logo no começo dessa semana com a limpeza das margens da rua, onde situam-se duas grotas que recebem água corrente da passagem molhada. 

Em contato com nossa reportagem ainda no último sábado(16/10), o morador Antônio Rodrigues reclamou da situação da passagem molhada, segundo ele dramática, beirando o absurdo. "Estou me manifestando para vê se alguém adota uma providência, vê se as autoridades mandam arrumar essa passagem molhada, aqui faz tempo que foi calçado, mesmo assim o problema persiste; água passa por cima, tem muita lama, no período chuvoso a água chega a dá na cintura e as pessoas precisam procurar outra opção para atravessar, caminhões já ficaram encalhados, gente já caiu de moto, de bicicleta, a situação é grave", descreveu Antônio. 

Por sua vez, a moradora Maria Teresa garante que quando chove, a comunidade fica ilhada e as pessoas não podem atravessar o local em razão do acúmulo e força da água. Eles cobram a colocação de bueiras no local para resolutividade do problema. 

Ouvido pelo ELESBÃO NEWS, o secretário Edi Rufino disse que o trecho está interdito em razão dos serviços que estão sendo implementados- primeiro a colocação de canaletas para escoamento da água e que irá evitar o acúmulo de lodo, que vinha provocando queda em motociclistas, ciclistas e transeuntes, depois, a intenção e desenvolver um projeto voltado à construção de uma ponte de pequeno porte, semelhante a existente entre as ruas Euclides Soares e do Fio. "Infelizmente não dá pra resolver a curto prazo, não podemos enganar niguém, hoje tudo envolve licitação tornando o processo mais demorado, com essa mini-ponte a água vai escoar por baixo evitando danos, a bueira que eles pedem está quase caindo em desuso e pode trazer problemas de entupimento, queremos o bem para todos", falou Edi. 

Na entrevista Edi propagou a respeito da realização da limpeza do terreno que fica ao lado da estrada, a partir da segunda-feira, e conforme levantou a reportagem, de fato, os serviços estão sendo executados, contudo, as últimas chuvas caídas, continuaram a provocar os mesmos danos que vem afligindo os moradores da área adjacente à Rua Mozar Soares Cavalcante. 

Postar um comentário

0 Comentários