Alunos e professores apresentam oficinas no encerramento de cursos de serviços jurídicos e de manutenção e suporte de informática no Ceep Benedito Leal. Veja fotos

 
Ontem(29/11/16) à tarde, aconteceram duas oficinas pertinentes a cursos profissionalizantes ofertados a alunos de Ensino Médio matriculados no Centro Estadual de Ensino Profissionalizando Benedito Leal. Dessa maneira, o curso de Manutenção e Suporte de Informática exibiu no pátio da escola e sala de vídeo um leque do que pode ser considerado mais importante no campo da informática desde Hardware, considerada a parte física e software é a parte lógica do computador.

Janaina Soares Feitosa, professora do curso de Manutenção e Suporte de Informática, ouvida pela Eldorado FM/Painel Popular disse que a finalidade da ofocina é promover a complementação de conteúdos que os alunos veem em sala de aula de forma teórica, e utilizarem a prática para aprenderem mais aquilo que vem sendo repassado ao longo do curso.

Para Janaina, apesar do pouco espaço de tempo para o desenvolvimento das atividades, o resultado é positivo, na medida em que os alunos tiveram que preparar um relatório  técnico referente a estágio. "Eles desempenharam o papel deles de forma bem satisfatória, conseguiram aprender algo e hoje executaram nessa oficina", disse.

Por sua vez, o professor Maxuel Pereira da Silva, o Max destacou que apesar da correria, entre um problema e outro, a turma conseguiu dá conta da tarefa proposta. Segundo ele, a avaliação é positiva. "Teve um ou outro aluno que não quis se envolver, mas conversamos, cobramos como deveria e eles conseguiram desempenhar um bom trabalho", destacou Max.

Durante a oficina foi mostrado a parte de Hardware, como fazer a limpeza de peças e formatação de um computador; instalação de um novo sistema operacional, cabeamento de rede, configuração de roteador etc.

Outro professor do curso, Walison Alves da Silva expôs sobre a linguagem da informática, explicando que aulas práticas como a trabalhada durante a oficina é muito importante para o aluno. Ele aposta que para 2017, independente do corpo docente que ficar, o aprendizado da parte de programação será muito válida.
Segundo ele, linguagem de programação é complexa e difícil de assimilar, quando não se dispõe de aulas práticas para o alunado. "O certo mesmo de uma grade curricular adequada para um curso técnico é desenvolver por meio das disciplinas aulas práticas desde o primeiro ano", lembra.

Aluno do 3º ano turma D-Tarde, Marlons Vinicius, disse que o que aprendeu no decorrer do curso de manutenção e suporte de informática será importante para sua vida profissional futuramente. Perguntado sobre a opção pelo curso, Marlons disse que é uma área que lhe interessa e o instiga a aprender mais. "É a área que pretendo obter uma formação, tô levando muito a sério e futuramente pretendo ter meu próprio negócio", lembra.
 
SERVIÇOS JURÍDICOS
Na quadra da escola aconteceram oficinas do Curso Técnico de Serviços Jurídicos. Em conversa com nossa reportagem a advogada Larissa Cardoso, uma das professoras do curso disse que o 3º ANO C/tarde apresentou um trabalho que focou em relação os crimes de furto e roubos, onde o intuito foi apontar a diferença entre ambos, assim, o crime de furto não exige a questão da ameaça grave à pessoa, por outro lado, o crime de roubo, necessita.

O 3º ANO A/manhã abordou sobre a Lei Maria da Penha, expondo seu conceito, destacando a importância da denúncia e a conscientização das pessoas para que haja a participação da sociedade no sentido de denunciar os crimes contra a mulher, através do telefone 180 ou delegacia de policia mais próximas.

Durante a oficina foi enfatizado também, conforme Larissa, os motivos que muitas vezes levam as mulheres a não denunciarem às agressões. "Muitas vezes isso pode está ligado a questão da família e até psicológica que os agressores fazem com que elas tenham medo de denunciar, pesa também a dependência financeira", disse.

A oficina contou com a participação de alunos das duas turmas 3ª anos A e C, tendo o apoio logístico das professoras Larissa, Francielma e Jeovanne.

Professora dos cursos de serviços jurídicos desde o ano passado, Larissa Cardoso destaca que há empenho de boa parte dos alunos, na medida em que o curso trata muito do nosso cotidiano, assim, passam a ter mais interesse para entender aquilo que se passa na sociedade. "Acho que eles tiveram um aprendizado muito bom. No curso são trabalhadas disciplinas de Direito Civil, Direito Penal, Legislação Trabalhista, nessa oficina foi abordado com relação o Direito Penal", encerrou Larissa. FOTOS
















 Por José Loiola Neto
Postagem anterior
Próxima postagem
Notícias Relacionadas

0 comentários: