Cavalgada em substituição a corridas de vaqueiros divide opiniões em Elesbão.

quinta-feira, 5 de outubro de 2017

Cavalgada em substituição a corridas de vaqueiros divide opiniões em Elesbão.

Imagem da cavalgada 2017 em Elesbão Veloso
Por José Loiola Neto/Destaques de Elesbão

Presidente da comissão organizadora do evento, o vaqueiro e pecuarista Chagas Cinobilino, que também preside a Associação dos Vaqueiros Amadores de Elesbão Veloso-AVAEV garante que o evento agradou à maioria. Mas por outro lado existem aqueles que demonstram insatisfação e que preferiam as corridas.

No entanto, nesse aspecto, foi explicado por Chagas Cinobilino e Naldo Aboiador, integrante da comissão organizadora que uma das razões para não realização das corridas diz respeito o fato da insistência de menores em querer fazer parte evento, em que pese a proibição por parte do Ministério Público e Conselho Tutelar.

Alheio a isso, com relação às corridas, nas redes sociais especialmente, muitos dos elesbonenses chegaram a dizer que "mataram a tradição" dos festejos de Santa Teresinha, levando em consideração que tais corridas aconteciam desde o princípio da década de 1940, ainda época do povoado Coroatá, e agora, pela primeira vez, depois de todos esses anos, as corridas não aconteceram nem a promovida pela Prefeitura de Elesbão no Prado Baldoino Barreto nem mesmo a coordenada pela família do saudoso Norberto Moura no Prado Norberto Moura.

Quanto a cavalgada, realizada em 24 de setembro passado, a julgar a quantidade de participantes entre cavaleiros e amazonas eu diria que superou a expectativa, o número de cavalos foi bem elevado, o que nos fez acreditar que foi superior a de certas edições das corridas de cavalos, especialmente nos últimos 4 anos, quando se notou uma queda em relação ao número de inscrições.

Em linhas gerais, a cavalgada 2017 em Elesbão Veloso divide opiniões: muitos gostaram, outros não aprovaram, o que é natural. Parte das pessoas não querem mais a realização das corridas, outros acham as disputas entre vaqueiros precisam acontecer como forma de manter uma tradição da terra do bode.

No que se refere a incidentes registrados durante corridas de vaqueiros em Elesbão Veloso, há 23 anos, precisamente a 25 de setembro de 1994, pra quem não sabe, o então prefeito de Santa Rosa do Piauí morreu depois de ser atingido por uma égua, no mesmo dia, o jovem Lenilson com apenas 16 anos caiu de um cavalo e depois disso ele ficaria dias internado em Teresina.

Nenhum comentário:

Postar um comentário