FOTOS: Lavrador "Victor da Betônica" morreu ainda na noite de domingo(24/12), após acidente na BR-316, zona rural de Elesbão Veloso.

segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

FOTOS: Lavrador "Victor da Betônica" morreu ainda na noite de domingo(24/12), após acidente na BR-316, zona rural de Elesbão Veloso.

Por José Loiola Neto, destaques de Elesbão Veloso

Numa conversa informal no começo da tarde desta segunda-feira de Natal (25 de dezembro) com a empresária e vereadora Graciosa Carvalho, cunhada do lavrador José Alves de Carvalho, o "Victor da Betônica", ela revelou que ao contrário do já havíamos antecipado(horário do acidente na manhã de hoje) Victor morreu ainda na noite de domingo, véspera de Natal, após a moto em que ele viajava com outros três familiares(um filho, uma nora e um neto) colidir contra um veículo modelo Strada, em trecho da BR-316, proximidades da localidade Antoninho Moreira.

No momento do acidente, a família que reside na comunidade Betônica, zona rural de Elesbão Veloso viajava para a cidade de Passagem Franca, onde pretendiam passar o Natal na companhia de uma senhora, tia do senhor Victor. .

Graciosa Carvalho disse ao Elesbão News que no impacto, o carro arremessou a motocicleta para fora da pista, caindo dentro de um grotão. Victor teve morte imediata. O filho dele até aqui identificado pela alcunha de "Branquinho" ficou desacordado e precisou ser encaminhado à Teresina. A mulher, esposa de Branquinho teve uma fratura em uma das pernas. A criança teve várias escoriações. O motorista da Strada se evadiu do local sem prestar socorro às vítimas.

Somente nas primeiras horas da manhã de hoje, populares conseguiram ver três pessoas feridas clamando por socorro. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência- SAMU de Elesbão Veloso foi acionado, e ao chegar ao local distante cerca de 30km da cidade, encontrou a mulher consciente, porém com uma fratura exposta. Branquinho, por sua vez está inconsciente segue internado em Teresina, e o estado de saúde dele inspira cuidados. A criança sofreu ferimentos graves pelo corpo, mas não corre risco de vida.

A empresária e vereadora Graciosa esteve no local do acidente e relatou a nossa reportagem que ao analisar a circunstância do acidente fica claro a irresponsabilidade do motorista do veículo.

- Ele arrastou a moto até certo ponto às margens da pista. Sabemos que o Victor podia estar errado, afinal eram 4 pessoas numa moto e mais um saco com uma banda de bode na perna, mas quando o Victor se desequilibrou e caiu o carro passou por cima dele.

Graciosa disse que se deduz que o carro podia vir numa velocidade acima do permitido, tanto que a cerca de 20 metros a capota ficou enganchada em um galho de uma árvore e o carro ficou com as rodas erguidas em um grotão, onde ficaram três pessoas feridas.

- Quando ele(motorista da Strada) percebeu que estava vivo saiu, veio para a beira do asfalto, pegou uma carona e foi embora, porque logo após tirarmos os corpos de lá veio o reboque. Ele deu notícia de algum lugar para o reboque vir pegar o carro dele.  Ele não prestou socorro porque as vítimas ficaram das 7h da noite de ontem até às 7h da manhã de hoje agonizando, e o Victor morto. VEJA FOTOS







Carteira do Sindicato Rural: José Alves de Carvalho, o Victor da Betônica.

Nenhum comentário:

Postar um comentário