Dedezinho do Emater reclama de "falsos pescadores" em Elesbão Veloso e avisa: "essa denúncia uma hora vai vir a tona"

sexta-feira, 12 de janeiro de 2018

Dedezinho do Emater reclama de "falsos pescadores" em Elesbão Veloso e avisa: "essa denúncia uma hora vai vir a tona"

Dedezinho assegura que há ilegalidades no setor da pesca em Elesbão
Por José Loiola Neto/Destaques de Elesbão Veloso

Combativo e demonstrando retidão na sua linha de trabalho, o supervisor do Emater-PI em Elesbão Veloso, o técnico agrícola Valdeci Alves de Araújo, o "Dedezinho do Emater" deixa claro não tolerar artimanhas, isso porque nas várias entrevistas a nossa reportagem reclamou da maneira como é conduzido o processo de inclusão de pessoas por meio de cadastros junto a sindicato ou associação de pescadores para receberam o seguro defeso e outros benefícios financeiros voltado a pescadores, que a julgar, criteriosamente não são pescadores natos, assim sendo não se enquadram naquilo que é proposto pelo Ministério da Pesca. 

- Essa denúncia vai chegar ao conhecimento das autoridades, que seja por alguém, uma hora vai vir a tona. Porque o pescador é aquele que tira renda, e ele tem que pescar na Mesa de Pedra, e precisa ser filiado ao Sindicato dos Pescadores da Barragem Mesa de Pedra, não pode ser pescador de qualquer riacho ou açude, nem pescador piscicultor que não seja da barragem, tem que ser pescador e piscicultor na barragem.
Segundo Dedé em Elesbão Veloso há casos bisonhos em que mecânico profissional ou dona de casa que querem ter acesso a DAP para apanhar dinheiro de maneira ilegal.

- É cidadão que é mecânico profissional sendo cadastrado. É mulher dona de casa que não sabe onde é a barragem, só sabe quando vai lá em fevereiro durante o carnaval, para lazer.

Nenhum comentário:

Postar um comentário