Médico Jesuito Dantas faz desabafo: "Só consegui um único apoio por parte de governo em 45 anos de propriedade"

quarta-feira, 21 de fevereiro de 2018

Médico Jesuito Dantas faz desabafo: "Só consegui um único apoio por parte de governo em 45 anos de propriedade"

No inicio da noite desta quarta-feira (21), o renomado médico elesbonense Dr. Jesuito Dantas, envio texto a este que escreve, onde faz vasto desabafo sobre o quase nenhuma apoio que teve nos últimos 45 anos em que desenvolve as atividades de proprietário rural em Elesbão Veloso.

Para o médico faltou incentivo por parte dos governantes e que vários projetos não foram executados devidamente como no papel. Confira o texto na integra abaixo.

Estrada de E. Veloso a Sta.Helena e Chapadinha: Estrada construída, com mais erros que acerto. Estrada afundada, esburacada, desnivelada, quando nas chuvaradas parece ser um riachão, onde se vê o chão, onde os carros saltam no alto, e logo nos buracões e que os passageiros,  são jogados, mesmo agarrados e sacudidos, e que de tornam  adoecidos,  q poderão  até rachar o fígado e outros órgãos ali unidos e se tornarem esmorecidos,  e se precisarem de tratamento,  terão que se hospitalizarem e até se possível, deixarem de andar por aquele lugar ou mesmo até abandonar e deixar de administrar  e ali não mais voltar...  Onde ali também  muito trabalhei, e com esse sacrifício foi enriquecido, aquele lugar: construindo açudes e poços  tubulares, sem a participação  do município  e do estado; ainda houve uma barbaridade, um poço concedido  pelo estado,  que seria colocado à  margem  da estrada na localidade Malhada Grande,  onde seria necessário  fazer  doação de dois hectares  de terra para se fazerem plantação  hortigranjeiro para os vizinhos da região. Aquele projeto foi desviado pelo prefeito da época para a Fazenda Altos,  de seu sogro. Quando foi inaugurado  este poço pelo governador  Hugo Napoleão,  que também  foi enganado e se pronunciou como se ali fosse a Fazenda Malhada Grande...  Como filho daquele lugar, cidade de Eleição Veloso, nascido  no sertão ,  na localidade  Boqueirão; não sou perfeito  e nem completo, mas, servi com prazer àquela  população: consultando os doentes, e prescrevendo medicamentos,  operando aquelas pessoas,  sem remuneração, somente por vocação. Ainda por conhecer as necessidades de um hospital naquela cidade e por ter ali trabalhado e ser amigo de colega do diretor do Funeral : Jurandir  Mendes Soares, e de Dr. Sebastião Aécio de Carvalho da Secretaria  de Saúde do Estado,  que atenderam o meu pedido de um Hospital  para E.  Veloso,  e q logo me comunicaram que o dinheiro  para aquela obra já estava disponível no Funrural. Foi difícil  aquela construção  por não haver vontade política por parte do prefeito. E só aconteceu  por convencimento ao político, feito por João Soares da Silva Sobrinho que já estava na direção do Funrural...   Naquela região não havia luz. Para se conseguir  luz rural, era necessário  participar de associação de trabalhadores, para fazer a solicitação ; como interessado, me associei   e  logo  me decepcionei,  pois o projeto  aprovado,  só foi executado até a propriedade do presidente da associação  e de seus dois irmãos.....  Formamos outro projeto  vindo da Fazenda Caraibinha,  que foi aprovado e as despesas  foram pagas pelos moradores  que seriam  beneficiados.  Deixaram de fazer por não haver o número de casas exigido,  e a prefeitura  recusou a sua participação. Com a mudança da prefeita ,  logo foi aprovado o projeto Luz para Todos. O prefeito  empossado,  José Ronaldo Barbosa, conseguiu , por meios políticos, dois projetos, que destinou, um para a Malhada Grande e outro para o lugar Baixa Grande.  Foi o primeiro  e único benefício  que consegui  em 45 anos de proprietário _   por Jesuíto  Soares  Dantas . 25 - 01 - 2018 .

Nenhum comentário:

Postar um comentário