MILAGRE- Vidraceiro Fledson Sousa da Artes Vidros em Elesbão Veloso escapa ileso em acidente na BR-316: "quem tem fé, vence sempre".

sábado, 10 de fevereiro de 2018

MILAGRE- Vidraceiro Fledson Sousa da Artes Vidros em Elesbão Veloso escapa ileso em acidente na BR-316: "quem tem fé, vence sempre".

Fledson Sousa escapou ileso após sua Strada sair da pista e parar em um córrego

Por José Loiola Neto/Destaques de Elesbão Veloso

Na última quarta-feira (7/2), por volta de 6h30min da manhã o vidraceiro e professor Antônio Fledson Sousa, 39 anos, dono da Vidraçaria Artes Vidros localizada no Centro de Elesbão Veloso escapou ileso em um acidente verificado em trecho da rodovia federal BR-316 próximo ao Povoado Santo Antonio, zona rural de Lagoa do Piauí, momento em que seguia para Teresina.

Em conversa com a reportagem do Painel Popular/FM Eldorado nesta sexta-feira, Flédson lembrou que no momento chovia bastante e tudo aconteceu rapidamente, sendo que em determinado momento o carro dele-- uma Fiat Strada rodou e acabou saindo da pista, vindo a cair em um barranco, dentro de um córrego, ficando virado e com rodas para o alto. Ele detalha o acidente.

- Eu lembro que a ultima coisa que eu falei foi "meu Deus!" e ele me amparou porque da altura que eu cai, da forma que o carro tava, eu consegui sair de dentro sem nenhum arranhão.

Fledson, viúvo e pai de dois filhos-- Juan(12 anos) e Amanda(8 anos) disse que estava indo a Teresina dá entrada na documentação para exames da filha, sendo que no acidente os papeis molharam. Após o fato ele retornou a Elesbão Veloso para preparar novos papeis e somente nesta sexta ele retornou a Teresina.

O carro foi retirado do local com auxílio de um guincho e ficou em uma oficina mecânica de Lagoa do Piauí pois necessita de reparos já que entrou água no motor, também será preciso a troca completa de óleo. Conforme avaliação mecânica, o veículo ficou parcialmente danificado.

Carro virado após acidente próximo a Lagoa do Piauí
O vidraceiro Fledson lembrou que no dia do acidente, horas depois da ocorrência, patrulheiros da Polícia Rodoviária Federal-PRF chegaram ao local, e um dos policiais não acreditou que seria ele que estava dirigindo, visto que não apresentava arranhões e se mostrava aparentemente tranquilo.

- Perguntei ao policial se ele acreditava em milagres e ele me passou que as vezes acontecem acidentes de menor proporção que o meu e a pessoa morre, e eu estava lá ileso, apenas sujo de lama, não tive absolutamente nada, não fiquei nervoso, Deus me amparou de um jeito que eu não me tremia, nem me lembrei de carro, só estava preocupado com os exames da minha filha que molhou, era única preocupação que eu tinha. A polícia se admirou por eu ter saído ileso.

Ele recordou que teve sinais de que o acidente poderia acontecer, lembrou que a filha Amanda quis acompanhá-lo, uma colega pediu carona, mas na hora não conseguiu falar com ela. Quando se preparava para sair de casa chovia forte, ele foi até a frente do Sindicato Rural e voltou de ré até sua casa, que fica a poucos metros dali, chegou a pensar em desistir, mas ao mesmo tempo lembrou que tinha que resolver pendências na capital, e ao chegar no Posto Santa Lúcia, após abastecer novamente deu vontade de voltar.

- Mas olhei para aquele toró e disse: 'tenho que ir'. Os pneus do meu carro são novos, não tem 20 dias que eu os troquei. A última vez que visualizei o velocímetro estava a 80km/h. O trecho que ocorreu o acidente era uma reta. Acho que tinha que acontecer, acho que a chuva contribuiu, o carro derrapou. Quem já andou comigo sabe que sou um cara prudente, que tenho atenção.

Strada virada após acidente com Fledson Sousa
Fledson Sousa garante que em momento algum ficou abalado e só pensava em agradecer. Naquele dia chegou em casa por volta das 13h e não saiu mais, ficou ali agradecendo a Deus por ter saído ileso no acidente.O professor falou porque resolveu fazer um vídeo e divulgá-lo em suas redes sociais.

- Fiz porque as pessoas reclamam da vida por tão pouco e eu passei por aquilo e sei que tem gente pior do que eu, tinha que mostrar que é preciso ter fé e nunca perder ela. Temos que continuar acreditando.

Impressionante, mas no último sábado, dia 3/2, portanto, quatro dias antes de Fledson se envolver nesse acidente, durante reunião no Sindicato Rural de Elesbão Veloso, o pai dele, o lavrador Chico Cancela, da secretaria das pessoas da 3ª idade naquele órgão comentava sobre um falso acidente" envolvendo ele Fledson e o irmão Clebson, fato que teria se passado durante o ano de 2004.

O vidraceiro lembrou essa passagem e ficou sabendo por meio da sua mãe que o pai havia comentado o assunto na reunião. Por outro lado, ele agradeceu o grande apoio recebido por parte das pessoas que lhe enviaram mensagens de apoio, ligações, visitas em sua casa.

- Estou tendo uma nova oportunidade de vida. Que isso sirva de aprendizado para mim. Só tenho a agradecer a Deus que estava ali naquele momento para me amparar.

Fledson Sousa fez questão de frisar que tem um fé enorme e inquebrantável em Deus, prova foi ter saído daquela situação nenhum arranhão e nem sequer ter ficado nervoso. Para ele, nascido a 9 de março de 1978, 7 de fevereiro é sua nova data de aniversário.

- Eu pedi tanto a Deus pelos meus filhos, que precisam muito de mim. Eles já não tem mãe, e de repente ficar sem o pai, duas crianças pequenas eu não sei o que seria. A única preocupação que tive e tenho até hoje são com meus filhos, mais nada, o resto, trabalhando a gente consegue.

Nenhum comentário:

Postar um comentário