DE OLHO NA LÍNGUA- Dicas de português do Professor Antonio da Costa de Sobral-CE- Material de domingo, 1º/04/2018

domingo, 1 de abril de 2018

DE OLHO NA LÍNGUA- Dicas de português do Professor Antonio da Costa de Sobral-CE- Material de domingo, 1º/04/2018

A lua é um astro?

Por Professor Antonio da Costa

"Tenho de aprender computação” ou “Tenho de aprender computação”?

A questão ainda causa polêmica entre gramáticos e dicionaristas, mas o fato é que as duas formas têm uso e legitimidade na Língua. De qualquer maneira, é bom dizer que a forma “ter de” é aceita por todos; o que causa polêmica é a forma “ter que”. Se você é dos que não gostam de discussão, use “ter de”, mas saiba que quem usa “ter que” tem a seu lado milhões de falantes, além de escritores e dicionaristas de respeito.

Como sendo
É construção de evidente fraqueza de linguagem e de confessado desconhecimento de nossa sintaxe em orações como esta: Consideram-na como sendo a melhor cidade do país.

Aí, “a melhor cidade do país” é predicativo do sujeito. Elimine-se o “como sendo” e construa-se: Consideram-na a melhor cidade do país. Outros exemplos: Julgam-na apta para o serviço; Reconheço-o meu orientador; Creio-o homem capaz.

O “como”, quando muito, cabe entre o objeto e o seu predicativo com outros verbos que não são os “verbos sentiendi”: Nomearam-no como (para) mestre de cerimônias.

Medice, cura te ipsum
A leitora da Coluna, Ana Cláudia, que saber o que significa a expressão latina em epígrafe. Segundo mestre Napoleão Mendes de Almeida, em seu excelente “Dicionário de Questões Vernáculas”, à pág. 187, diz: Locução latina, tirada do evangelista São Lucas (IV, 23), que significa: “médico, cura-te a ti próprio”.  Aplica-se aos que dão conselhos a outrem sem que, no entanto, eles mesmos os sigam. Aqui cabe o provérbio: “Os conselhos movem, mas os exemplos é que arrastam”.

“Ponto pacífico” ou “ponto passivo”?
O ponto é pacífico. E é pacífico porque sobre ele não há discussão, não há controvérsia, não há “guerra”. O adjetivo “pacífico” é relativo ao substantivo “paz” e pertence à mesma família de pacificar, pacificador, pacificamente, etc.

A lua é um astro?
Sabemos todos que a palavra “astronauta” resulta de “astro” + “nauta” (= navegante). O astronauta é um navegante pelos astros. O que significa astro? Serão astros apenas os corpos celestes que têm luz própria?

Não é bem assim. Os dicionários dizem que a palavra “astro” (de origem grega) se refere a qualquer corpo celeste, com ou sem luz própria.

Moral da história: A lua, que não tem luz própria, é um astro.

O padre ainda não tinha chego quando começaram os festejos
O particípio de chegar é chegado. Chego é a primeira pessoa do singular do presente do Indicativo. A forma correta, portanto, é chegado. Diga: O padre ainda não tinha chegado quando começaram os festejos. Parece desnecessário dizer que a forma “tinha chego” não é correta.

È importante lembrar outros verbos que têm apenas uma forma de particípio: abrir (aberto), trazer (trazido), cobrir (coberto), escrever (escrito), descobrir (descoberto), fazer (feito), etc.

(*) Graduado em Letras Plenas, com Especialização em Língua Portuguesa e Literatura, na Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). É, também, funcionário do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Sobral (CE). Contatos: (088) 99762-254

Nenhum comentário:

Postar um comentário