Estarrecido com grande número de acidentes e furtos de motos, Agamenon Santa Cruz da Infatec explica 'Anjo da Guarda': "benefícios para saúde e vida".

segunda-feira, 2 de abril de 2018

Estarrecido com grande número de acidentes e furtos de motos, Agamenon Santa Cruz da Infatec explica 'Anjo da Guarda': "benefícios para saúde e vida".


Agamenon Santa Cruz é diretor/presidente da Infatec. Foto: site Infatec.

Por José Loiola Neto/Destaques de Elesbão Veloso

Em entrevista recente ao Portal Elesbão News, Agamenon Santa Cruz, diretor/presidente da Infatec Soluções Tecnológicas, a qual possui uma de suas sedes em Teresina, falou a respeito da estarrecedora estatística do número de acidentes de trânsito que ocorrem diariamente, a maoiria envolvendo motocicletas. O Piauí, aliás, em termos proporcionais é o estado onde se verifica o maior dado das ocorrências de trânsito envolvendo motociclistas.

Com intuito de atenuar a problemática por meio do protótico intitulado "Anjo da Guarda", a Infatec almeja persuadir não apenas autoridades, mas o usuário de motocicletas de que o capacete, um dos acessórios utilizados na hora de pilotar é fundamental, não apenas para prevenir e salvar vidas, bem como impedir o furto da motocicleta.

Há algum tempo atrás, o projeto foi apresentado na Câmara de Vereadores de Elesbão Veloso por Agamenon Santa Cruz que entende que o Anjo da Guarda tem um impacto positivo tanto no que diz respeito a saúde e até da própria previdência.

- Hoje temos se você pegar a faixa etária das pessoas que são atingidas por este problema(acidentes de trânsito com motos) por andar sem capacete está entre 18 e 32 anos, considerando que a probabilidade de você vir a ter um trauma de crânio é grande, sem falar que poderá deixar consequências para o resto da vida, o uso de um capacete adaptado poderia evitar problemas mais graves.

Agamenon lembrou durante a entrevista que em conversa com o neurocirurgião Daniel França, que integra o projeto soube que os mais atingidos são jovens do sexo masculino os mais afetados, sendo que pode haver solução para este caso que não é apenas no Piauí, é recorrente a alcança outros estados da federação.

- Temos comprovações de pessoas andando em Curitiba que invade uma calçada com o capacete, mas como ele não está afivelado, o capacete saca da cabeça, é a mesma coisa do cinto de segurança do carro. O projeto vem para fixar o capacete na cabeça, afivelar a jugular(cinto de segurança do capacete) e a moto só vai funcionar com o capacete regulamentado dentro daquilo que o projeto propõe.

O projeto Anjo da Guarda está na esfera federal, sendo que Agamenon Santa Cruz já participou de reuniões a nível de ministério, oportunidade em que que entre outros pontos foi discutida a viabilidade técnica e de lançamento do produto no mercado.

No momento vem sendo feita uma análise do Contran e Denatran, assim como dos ministérios das Cidades e da Saúde, pastas que lidam diretamente com essa problemática de acidentes no trânsito, mas o Ministério da Previdência, ressalta Agamenon, também demonstra interesse no assunto.

- Isso porque, no linguajar popular tem pessoas que por conta de acidentes estão 'encostadas' e que eram para está trabalhando, e principalmente em se tratando de trauma de crânio, a pessoa vai ficar lesionada, e dessa forma a União vai de bancar com a medicação para o resto da vida.

No estado do Piauí, a frota de moto em três vezes supera a de carro. São cerca de 600 mil motocicletas. Fato é que, no geral, na maioria dos municípios, as pessoas transitam sem capacete, aumentando o risco em caso de um acidente.

O custo do Anjo da Guarda, explica Agamenon vai depender da quantidade de peças fabricadas, assim sendo, ele ressalta que quanto maior a produção, menor será o valor desembolsado pelo consumidor.

- Está entre R$ 150 e 200,00. Mas se você comparar que uma cirurgia simples como trauma de crânio moderado custa em torno de R$ 32 mil, verifica-se que se esse projeto fosse implementado, o governo iria economizar em benefício para saúde, vida, que não tem preço, a questão da mão de obra lesada que são os jovens que estão sendo sequelados, sem falar que tem um outro fator que é o roubo da motocicleta. O capacete funciona também como antifurto, ou seja, a moto só vai funcionar com aquele capacete que está configurado para ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário