ENTREVISTA: Prefeito de Francinópolis Paulo César fala em austeridade para manter salários de servidores em dia, anuncia apoio a Wellington e Ciro e afirma que Educação é uma das prioridades da sua gestão. Confira!

quinta-feira, 31 de maio de 2018

ENTREVISTA: Prefeito de Francinópolis Paulo César fala em austeridade para manter salários de servidores em dia, anuncia apoio a Wellington e Ciro e afirma que Educação é uma das prioridades da sua gestão. Confira!

Prefeito de Francinopolis Paulo César em entrevista ao Elesbão News
Por José Loiola Neto/Política

Ao Elesbão News, o prefeito de Francinópolis, cidade distante apenas 25km de Elesbão Veloso narrou os feitos da sua administração que alcançará 17 meses nesta sexta-feira(1º/6). Paulo César destacou quais projetos serão prioritários até o final do mandato e deixou claro que o pagamento em dia dos servidores públicos e busca por uma educação de qualidade serão "carro chefe", obviamente que outros setores serão fomentados.

Na entrevista, Paulo César, 43 anos, completados esta semana trata com relação a política, anunciando apoio a Wellington Dias, Ciro Nogueira e Assis Carvalho e garante não se sentir envaidecido por ter atingido aprovação de 70% da população francinopolitana. Leia os principais trechos da entrevista:
 
AVALIAÇÃO DA GESTÃO DEPOIS DE QUASE UM ANO E MEIO
- Conversando com colegas prefeitos, o próprio Ronaldo(Barbosa) de Elesbão Veloso, dono de vários mandatos disseram que o atual mandato iniciado em janeiro do ano passado contam que foi o pior em termo financeiro para os municípios. Aquele período de mudanças do governo federal causou uma crise econômica avassaladora e os municípios tem sentido sim, eu em particular gosto de conversar com os mais experientes e eles falam em período crítico e a gente observa isso, na medida que a cada mês vem caindo o PFM. Graças a Deus aqui eu tenho essa preocupação de não ter problema com folha porque andamos com pés no chão e eu não espero cair dinheiro para pagar aquele mês, temos sempre uma margem de segurança, mas isso é feito com muita austeridade, mas a dificuldade é real. Há cidades do Piauí com muitas dificuldades, o próprio Estado tem tido dificuldade para obter empréstimo para poder a máquina andar para ter investimento em infraestrutura, saneamento
 
PRIORIDADE DO PREFEITO
- A minha prioridade, não escondo de ninguém é Educação. Francinópolis é uma cidade que lá em Teresina quando você vai para os órgãos, principalmente os órgãos de controle-- TCE e MP ekes sempre apoiam Francinópolis como exemplo porque a gente administra desde 2000 e temos essa preocupação com o financeiro, temos a preocupação de não atrasar salários de jeito nenhum, até porque é uma obrigação dos gestores, mas muitos não cumprem diante das dificuldades.
 
RECURSOS ESCASSOS TRAVA ADMINISTRAÇÃO
- Atrapalha demais porque você não se programa e é uma preocupação constante saber se o que vai cair no mês seguinte, se vai ser suficiente para manter a máquina. "Muitos gestores atualmente é um meto pagador de folha" e o que sobra é pouco para investimentos, atrapalha porque tudo que você planejou, se teve uma ideia e totalmente diferente. Quando você tá fora imagina e diz: vou fazer isso, vou fazer aquilo, vou fazer algo em saneamento, esporte, ai quando você assume se depara com uma realidade oposta. Agora eu vejo a diferença entre o poder, o dever e o querer.
 
OBRAS PRIORITÁRIAS
- Mesmo com muita dificuldades estamos conseguindo realizar algumas coisas na parte de esporte, por exemplo, o novo estádio está lento, mas tá andando, está 80% concluído. A gente tinha pretensão de inaugurar no aniversário da cidade só que teve alguns problemas envolvendo o estado, tá faltando o poço, o gramado e parte elétrica. Fui informado na Fundespi que eles planejam entregar antes do período eleitoral, dessa maneira até junho mais tardar o estádio pode ser inaugurado.
 
MELHORIA DA SAÚDE FINANCEIRA DEPENDE DE RESULTADO DE ELEIÇÕES
- Com certeza, sem sombra de dúvidas porque o problema vem em cima, o problema é o Brasil, você depende muito do crescimento econômico do pais, então, essa incerteza entra governo, sai governo, todo dia você liga a televisão, vai na internet e só vê denúncias, a PF instaurando inquéritos, e isso reflete muito na confiança do país, e o Brasil é um pais vulnerável e depende muitos das especulações internacionais para entrada de dinheiro e investimentos aqui, então, sempre que surge uma denúncia forte os investimentos diminuem e consequentemente o crescimento econômico é tolhido, em outras palavras, é pouca produção, menos imposto e menos repasses aos municípios.
 
APOIO COM VISTAS AS ELEIÇÕES NO ESTADO
- Aqui a gente apoia o governador Welligton Dias, o senador Ciro Nogueira, para estadual a gente vota em Severo Eulálio, para federal em Assis Carvalho, tem também uma parte do nosso grupo que vota no Marcelo Castro, aliás, o Marcelo Castro é um deputado que traz muito recursos para Francinópolis. Nos próximos dias vamos iniciar uma obra de construção de uma creche, calçamentos, fruto da ação do deputado.
 
PESO PARA DECISÃO DE APOIOS
- Quando você assume a gestão de um município, principalmente no sistema federativo como é o nosso, municípios como Francinópolis, Elesbão Veloso, Várzea Grande, a maioria, 90% dos municípios piauiense vivem quase que exclusivamente de repasses federais e estaduais. Os municípios não são sustentáveis por si só não tem indústria, o comércio é fraco, e para fazer alguma coisa no município você depende muito da parceria com os outros entes-federativos, no caso Estado e União, dessa forma a gente precisa ter um deputado estadual atuante, um deputado federal e um senador atuantes para ter boa relação com o governo federal, sem isso, fica difícil administrar o município. Gestores que se restringem muito ao município vai atuar apenas com recursos destinado aos municípios, no caso o FPM, muito escasso e que não dá para realizar nada.
 
SATISFAÇÃO POR SER PREFEITO
- Está hoje no cargo mais importante em sua cidade natal, no lugar que você ama é uma gratificação, é bom você ter oportunidade para fazer algo por seu município, então mesmo diante dessas dificuldades tenho procurado fazer algo pela cidade. Administrar com muito dinheiro é fácil, tem que ser bom é com pouco dinheiro e administrar bem.
 
APROVAÇÃO DA POPULAÇÃO, MAS PÉS NO CHÃO
- Uma pesquisa recente divulgada pelo Instituto Tiradentes mostra que a nossa administração tem aprovação acima de 70%. Mas vaidade é uma coisa muito perigosa porque é algo pessoal e egoístico. Isso(resultado da pesquisa) é bom no sentido, não de vaidade porque a população demonstra que aprova aquilo que você está fazendo, e isso que dizer que você está no caminho certo. Eu sou um crítico de mim mesmo.
 
EDUCAÇÃO COMO PRIORIDADE
- Francinópolis já foi no passado uma referência na Educação em toda microrregião valenciana, se vocês notarem aqui existem grandes profissionais, médicos, advogados famosos no Piauí e que são de Francinópolis, todos eram referência, mas isso mudou, caiu. Por isso minha prioridade é educação porque hoje Francinópolis tem um índice educacional, o IDEB um dos piores do Piauí, então para uma cidade que já foi referência e hoje se encontrar entre as últimas no IDEB é preocupante, por isso vamos tentar mudar essa realidade, estamos tentando solucionar esse problema.

Nenhum comentário:

Postar um comentário