Em Elesbão Veloso, ex-deputado federal Jesus Rodrigues analisa sua passagem pelo PT e confirma pré-candidatura ao Senado pelo PSOL.

quarta-feira, 11 de julho de 2018

Em Elesbão Veloso, ex-deputado federal Jesus Rodrigues analisa sua passagem pelo PT e confirma pré-candidatura ao Senado pelo PSOL.

Jesus Rodrigues trocou o PT pelo PSOL e tenta vaga no Senado em 2018

Por José Loiola Neto

Figura emblemática durante muito tempo enquanto militante do Partido dos Trabalhadores(PT), eleito deputado federal pela sigla em 2010, Jesus Rodrigues Alves desligou-se do partido e filiou-se ao PSOL em 2015.

Dias atrás, cumprindo agenda de pré-campanha, Jesus Rodrigues esteve em Elesbão Veloso e falou ao Painel Popular/Elesbão News sobre uma nova empreitada na vida pública-- a busca por uma vaga ao Senado.

Antes porém, recordou que se considera um dos fundadores do PT no Piauí, reconhece no entanto que houveram líderes e organizador maior, caso de Antonio José Medeiros, mas ressalta que participou ativamente das reuniões de fundação do partido.

- Eu era recém-chegado a Universidade Federal do Piauí em 1979 e já havia rodado entre nós a criação de um partido de trabalhadores; acompanhei essa questão, à época também havia um grande núcleo trabalhando nesse sentido no Parque Piauí com o Edmilson, hoje morando em Esperantina, o Gaudêncio, hoje morando em Fortaleza.
Jesus Rodrigues fez análise do cenário político no pais e defendeu fim do privilégio dos mais ricos

Jesus Rodrigues observa que o partido em que ajudou a fundar em 1980, quando surgiu lhe pareceu de certa forma muito radicalizado e ele em particular entendia que as pessoas não compreenderiam a proposta radicalizada a esquerda, mesmo assim se filiou e num primeiro momento buscou um termo intermediário entre a extrema esquerda naquele momento representada pelo PT e a extrema direita então representada pelos militares através de seus generais e civis subalternos.

- Fiquei no PT até 2015, quando encerrei meu mandato, fui eleito na eleição de 2010, tomei posse em 2011 e conclui em 2015, sai pelos mesmos motivos ideológicos, não fiquei porque achei muito à esquerda, fui para o PDT que logo me pareceu muito mais a direita do que eu gostaria, mas caminhando para o centro direita, e o PT também foi desandando, cheguei a conclusão que não mais queria fazer política daquela forma dai resolvi reiniciar minha vida política no PSOL.

Atualmente com 59 anos, bacharel em economia, o ex-deputado federal Jesus Rodrigues analisou o cenário atual da política e economia no pais, informando que em 2013 o governo brasileiro gastou R$ 25 bilhões com programas sociais, esse mesmo governo deixou de arrecadar dos muitos ricos R$ 75 bilhões.

- Esses muitos ricos que dominam a imprensa, que dominam eleições disseram que estavam gastando dinheiro com muitos pobres e disseram: queremos esses R$ 25 bilhões também, dai eles tomaram um governo legitimamente eleito pelo povo-- uma presidente eleita(Dilma), entendo que ela e o governo estava em crise, mas só podia ser tirada pelo povo porque pelo povo ela foi colocada.

Jesus Rodrigues encerrou comentando a sua pré-candidatura ao Senado, não esquecendo de frisar que em outubro teremos uma eleição plebiscitária, isto porque o povo pode dizer "não para velha política cheia de traição, mentiras e jogo de cintura" ou dizer "sim para uma nova política".

- Eu alimento a esperança de que as pessoas querem mudança, alimento a esperança que as pessoas querem um político coerente, eu alimento a esperança de que as pessoas querem um político ficha limpa. Eu fui gestor público por oito anos e não tenho um processo , fui para Câmara Federal passei lá quatro anos não tem uma citação em torno do meu nome.  Se for eleito defenderei os projetos do PSOL, mas tenho também algumas inovações que quero apresentar, vou defender que os parlamentares(vereadores, deputados estaduais e federais e senadores) também apresentem seus projetos, na verdade, o que ele quer defender. No que diz respeito a questão tributária, quero propor a redução ou zerar a incidência de imposto na cesta básica, isso vai trazer benefícios para a região Nordeste e para os mais pobres.

Nenhum comentário:

Postar um comentário