Associação de Moradores da Piçarra em Elesbão Veloso pode ter projetos suspensos, devido a inadimplência de sócios, informa presidente Edmilson Miranda: "precisamos de pelo menos 100 sócios em dia"

sexta-feira, 23 de agosto de 2019

Associação de Moradores da Piçarra em Elesbão Veloso pode ter projetos suspensos, devido a inadimplência de sócios, informa presidente Edmilson Miranda: "precisamos de pelo menos 100 sócios em dia"

Edmilson Mirada temeroso quanto ao futuro da Associação de Moradores do bairro Piçarra
 Por José Loiola Neto- Destaques de Elesbão Veloso- Geral

Ouvido pelo Elesbão News no início dessa semana, o presidente da Associação de Moradores do bairro Piçarra Edmilson Miranda chamou a atenção para a necessidade de sócios colocarem mensalidades em dia o mais breve possível, tendo em vista evitar cancelamento de projetos importantes para a comunidade, dentre eles, o que prevê a construção de moradias através da Caixa Econômica e uma fábrica de reciclagem. A Associação de Moradores do bairro Piçarra foi fundada em 2009. Está previsto para 14 de setembro próximo eleição para renovação de diretoria.

No contato que estabeleceu conosco Edmilson Miranda insistiu na máxima de dizer que muitas das pessoas residentes em Elesbão Veloso não conhece o trabalho da associação, tanto que chegam a questionar os feitos da associação, e como forma de prestação de contas procurou o Elesbão News para entre outras coisas lembrar que há oito anos atrás, a associação da Piçarra articulou e conseguiu levar água para a comunidade Lagoa de Fora, situada às margens da rodovia estadual PI-224 a poucos quilômetros da cidade.

- Na época, alguns moradores procuraram o prefeito e a Câmara e naquela oportunidade eles não podiam atender ao pedido deles, dessa forma foi preciso viabilizar junto ao governo recursos da ordem de R$ 100 mil porque havia um débito do município com a Agespisa, e assim, a Associação resolveu tudo, por isso, as pessoas precisam saber que a água que chegou até a Lagoa de Fora foi articulada pela Associação da Piçarra.

Ao falar sobre os projetos entabulados pela Associação da Piçarra, Miranda recordou que a fábrica de reciclagem está bem mais próxima de ser executada que o projeto habitacional, no entanto, há entraves e burocracias a serem vencidos, sendo que o principal deles diz respeito a alta inadimplência, o que tem deixado o presidente um tanto temeroso.

- Estou com muto medo de perder os projetos das casas e da fábrica de reciclagem porque estamos nas mãos dos associados que são os verdadeiros donos do poder numa associação, não é a diretoria.

No momento temos apenas 40 sócios em dia no meio de de 500 sócios que possuem carteira.
Sobre a eleição, Edmilson Miranda deixou clara que, embora prevista para 14 de setembro, o pleito poderá ser suspenso, isso porque se não conseguir o número mágico de 100 associados em dia não dará direito a realização da eleição, conforme o estatuto. Antecedendo o processo eleitoral, está prevista uma assembleia geral para discutir as principais temáticas que interessam a comunidade Piçarra.

- É bom deixar claro que se não fizermos a eleição, tudo que a gente fez de 2009 para cá irá por água abaixo, estamos vivendo este risco, estamos nas mãos de 500 sócios, desses apenas 40 estão em dia, temos que ter pelo menos 100 sócios em dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário