DIREITOS AUTORAIS

header ads

DE OLHO NA LÍNGUA - dicas de português pelo Professor Antônio da Costa de Sobral-CE - Sábado - 21.03.2020


Olha a hora!
Paulo faltou ao trabalho hoje. Quando acordou já “passavam” das 8h. Cuidado! Além de perder a hora, acabou mal. O correto é: ... Quando acordo já “passava” das 8h (com “h” minúsculo mesmo e sem ponto).

Preste atenção: Com a expressão “passar de” na indicação de horas, o verbo deve ficar no singular, não importando o número que determina as horas. Exs.: Passava de dez horas; Passou de cinco horas; Passava de 21 horas.

Nunca nos simpatizamos com os ideais nazistas.
Escorregão imperdoável. Corrija-se: Nunca simpatizamos com os ideais nazistas. Em tempo: Segue o mesmo regime o seu antônimo antipatizar. Confraternizar e sobressair também não são pronominais. Diga simplesmente: Os jogadores confraternizavam no final da partida; Paulo sobressaiu entre seus irmãos.

Caso hajam (ou haja?) problemas, chamaremos o diretor.
A construção correta é: Caso haja problemas, chamaremos o diretor. O verbo haver, quando empregado na acepção de existir, ocorrer ou acontecer, é impessoal, não admite flexão. Exs.: Ciúmes havia na relação deles; Divergências jamais haverá entre nós; Costuma haver situações delicadas; Há de existir os saudosistas.

Nunca diga “haja visto”! A locução também não varia no plural (no Português Contemporâneo). Veja dois exemplos do grande Rui Barbosa: “Haja vista o decreto de lei de 13 de outubro”; “Haja vista minhas Cartas de Inglaterra”. A expressão “haja vista” corresponde a “veja”, “por exemplo”, etc.

A famosa modelo pousou durante toda a tarde de ontem.
Só se realmente fosse um “avião”. Diga-se: A famosa modelo posou durante toda a tarde de ontem. A modelo faz pose para o fotógrafo fotografá-la. Se faz pose, o verbo correto é posar. Pousar é aterrissar, baixar na pista. Isto quem faz é avião.

Vá “como sem falta” ao meu aniversário.
Diga simplesmente: Vá ao meu aniversário. Ou: Não deixe de ir ao meu aniversário. Observe que o intruso “como sem falta” não fez nenhuma falta à compreensão do enunciado.

O motorista do ônibus deu uma freiada brusca, assustando os passageiros.
Freiada é um grupo de religiosos chamados freis. Diga-se: O motorista do ônibus deu uma freada brusca, assustando os passageiros. O ato de parar o carro é frear e essa ação é freada.

Mais de um artista cantarão.
Embora a expressão “mais de um” represente, no mínimo, duas pessoas, devemos fazer o verbo concordar com o numeral “um” da expressão “mais de um”. Fica assim: Mais de um artista cantará. Do mesmo modo é feita a concordância de frases do tipo: Menos de dois alunos “fizeram” a prova.

Logotipo ou logótipo?
Logotipo (pronuncie logotípo) significa marca que define empresa, instituição, etc. Em rigor, a pronúncia deveria ser “logótipo” (cf. biótipo, protótipo), mas a prosódia que se fixou foi “logotípo”. Já a palavra linotipo se deriva de nome próprio; daí ser paroxítona.

Sátrapa
Título dos governadores das províncias entre os antigos persas. Em sentido figurado: grande senhor, déspota. Evite pronunciar “satrápa”.

(*) Graduado em Letras Plenas, com Especialização em Língua Portuguesa e Literatura, na Universidade Estadual Vale do Acaraú (UVA). É, também, funcionário do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) de Sobral (CE). Contatos: (88) 99868-2517.

Postar um comentário

0 Comentários