Ceep Benedito Leal prepara execução de projeto na linha de empreendedorismo; professora Rosário Amorim do Sebrae fala sobre ação: "formação para a vida"

sábado, 24 de fevereiro de 2018

Ceep Benedito Leal prepara execução de projeto na linha de empreendedorismo; professora Rosário Amorim do Sebrae fala sobre ação: "formação para a vida"




Professora Rosário Amorim exibe material a ser trabalhado com alunos

Por José Loiola Neto/Destaques de Elesbão- Educação

Com a preparação por meio de curso voltado para professores de ensino médio do CEEP Benedito Leal, o SEBRAE iniciou neste sábado(24/2) na sala de mediação tecnológica da escola, a etapa de execução do "Despertar", uma formação empreendedora, já que na concepção da professora/orientadora Rosário Amorim, a finalidade é da ação visa "despertar todas as características empreendedora que a maioria das pessoas possui, precisando apenas fazer um uso mais consciente dos recursos disponíveis".

Em entrevista ao Painel Popular/FM Eldorado, a professora explicou que o curso consiste na formação baseada numa metodologia participativa em sala de aula, que leva o aluno durante 10 encontros de 4 horas cada a descobrir suas capacidade de comportamento já existentes bem como a despertar comportamentos novos que farão que ele possa juntar a escola e o mundo do trabalho.

- Em última instância, o Despertar vem para nos alertar que só é possível construir desenvolvimento quando a escola e o mundo real, que é o mercado estão alinhados, são parceiros.

Ao comentar experiências do curso em outras cidades, Rosário disse que há casos de sucesso, inclusive no Piauí, onde ela em nome do Sebrae atua em pelo menos 50  municípios com o programa que já existe há 4 anos.

- Os êxitos vão desde a redução de evasão escolar, já que uma das finalidades é essa, mas o programa é bem dinâmico com uma metodologia participativa em que o aluno interage e constrói todo um processo acaba despertando a vontade de permanecer na escola.

Ela explicou que no professor o programa desperta a renovação da prática pedagógica, já que o docente pode apanhar a metodologia participativa para despertar a começar a aplicar também no dia a dia em sala de aula ao trabalhar os seus conteúdos.

- Essa formação não é apenas um projeto pedagógico, é uma formação para a vida para que a gente tenha essa condição de caminhar para bons resultados.

Indagada, como despertar o aluno para o segmento do empreendedorismo, isso pode acontecer no instante em que a escola mostra que ele é dotado de comportamentos que podem ser utilizados.

- Esse aluno pode ser levado a conhecer um pouco mais da história familiar. No dia a dia na sala de aula, o professor pode fazer esse aluno a conhecer a história da sua família. Ao agir, ao despertar para estas características pessoais ele vai fazer estudos de autoavaliação, trabalho de campo, pesquisas, exercício prático em sala de aula e ao final terá oportunidade de avaliar o seu trabalho.

Na culminância, o projeto visa a realização da "Feira do Jovem Empreendedor", que é preparada no decorrer dos encontros, onde os alunos são conduzidos tecnicamente a elaborar a sua ideia de negócio em grupos, a ideia, lembra a professora Rosário deve ser de cunho ético e que tenha mercado.

Para a professora Rosário Amorim, todos tem um lado empreendedor, já que a vida em si é um grande empreendimento. Ele está criando boas expectativas para o projeto e elogiou a equipe de professores, considerando o primeiro contato para a preparação que será desenvolvida durante dois finais de semana.

- Eles se mostraram animados em aprender sobre o projeto. É importante lembrar que durante a culminância é preciso trazer uma mobilização para esta escola ou para a praça, onde estes alunos vão vender os produtos e capturar dinheiro, dinheiro este que é repartido entre eles alunos, não fica nada para professor, para escola, o dinheiro é deles.

Ao explicar o sentido da palavra empreendedorismo, Rosário Amorim disse a palavra empreender nada mais é do que a capacidade  de olhar para realidade e perceber as dificuldades e encontrar a saída em tudo.

Rosário Amorim tem bacharelado em serviço social, especialização em administração pública e gestão empresarial. Ela contou ao Painel Popular que nos últimos dois anos tem se dedicado a uma abordagem teórica capaz de mostrar a capacidade de mostrar os recursos pessoais.

- Ela se chama abordagem sistêmica, a partir de um pensador chamado Bert  ‎Hellinger, então hoje eu sou especialista em condução de grupos em condução de processo grupais para construção de processos empreendedores, para o Sebrae nesta área eu presto serviço, trabalho na formação empreendedora e desenvolvimento de equipes e construção de metodologias participativas.




Nenhum comentário:

Postar um comentário