FOTOS- Em visita a Elesbão Veloso, senadora Regina Sousa se coloca a disposição do PT para disputar cargo, critica Moro e defende candidatura de Lula: "Não tem plano B".

sábado, 24 de fevereiro de 2018

FOTOS- Em visita a Elesbão Veloso, senadora Regina Sousa se coloca a disposição do PT para disputar cargo, critica Moro e defende candidatura de Lula: "Não tem plano B".


Senadora Regina Sousa ladeada por militantes petista e convidados

Por José Loiola Neto/Destaques de Elesbão Veloso- Política 

Falando a militantes e simpatizantes do seu partido, o PT, além de convidados, durante evento organizado pelo diretório municipal e realizado nas dependências do Sindicato dos Trabalhadores(as) Agricultores(as) Familiares- STTRAAF de Elesbão Veloso durante a tarde deste sábado(24/02/18), a senadora Regina Sousa abordou diversos temas que estão sendo tratados no Senado, falou sobre política e ouviu diversas solicitações pertinentes ao município de autoridades presentes ao encontro.

Dentre os pedidos apresentados, destaques para os do vereador Paulo França-PSB, propondo a limpeza e melhoria do Riacho Coroatá, principal afluente que corta a cidade; o também vereador Cícero do Cabana que pediu a intervenção da Secretaria de Segurança no sentido de promover a reforma do prédio que vem servindo como delegacia de polícia da cidade.

A coordenadora do polo da UAB local, professora Elisângela Leal pediu a destinação de sede própria para a universidade, na medida em que ora funciona em parceria com o município. O diretor do hospital Norberto Moura, Hyezio Moura entregou a senadora uma lista contendo solicitações de melhorias para a unidade de saúde.

O militante petista Leleo solicitou a duplicação das pontes sobre o Coroatá bem como a construção de um mercado público. Ao fazer uma análise dos pedidos, Regina Sousa não enfática ao dizer que não prometeria solucionar todos, mas destinaria as reclamações aos órgãos de origem.

Antes de ouvir os participantes, logo no começo da reunião, Regina Sousa fez uma abordagem dos principais acontecimentos da área política na atualidade, sendo que no que se refere o recente decreto de intervenção militar no Rio de janeiro, a senadora disse ter votado contrário ao projeto por entender que a medida não é plausível, e que não solucionará os graves problemas de ordem social naquele estado.

A senadora considerou a medida tomada pelo presidente Michel Temer como um pano de fundo para justificar o insucesso que teria no Congresso, caso persistisse que a ideia de tentar votar a reforma da previdência. Reforma esta, que a senadora se declara oposta, pois já foi comprovado que não há rombo algum na previdência.

Regina Sousa também falou sobre os cortes no orçamento feitos pelo governo para este ano de 2018. Ressalta que a área social foi uma das mais afetadas, considerando que somente o Bolsa Família sofrerá uma drástica perda quanto ao número de beneficiários, visto que dos 13 milhões até o final do ano passado, pelo menos 3 milhões serão retirados; de janeiro até aqui, 600 mil já foram excluídos.

O programa habitacional Minha Casa, Minha Vida não recebeu recursos, assim sendo apenas as obras iniciadas em 2016 e 2017 terão continuidade. O Luz Para Todos da mesma forma, terá sequência os serviços que estão em fase de execução.

No que diz respeito a área rural, o Compra Direta, programa que financia a aquisição de produtos oriundos do campo e que contempla inclusive Elesbão Veloso, o corte nos recursos para este ano chega a 70%.

O setor da Ciência e Tecnologia, conforme a senadora, não recebeu um centavo de investimento, e isso tem forçado a saída de profissionais da área que estão indo para o exterior a procura de oportunidade.

Ao comentar o cenário político atual, Regina não poupou críticas ao atual governo que anunciou a intervenção militar no Rio de janeiro sem dispor de recursos. Para ela, a intervenção é desnecessária, prova é que não trará os resultados esperados, já que os verdadeiros chefes do tráfico não são os moradores do morro, são na verdade, os "barões do tráfico" que se encontram em mansões confortáveis.

Falando para cerca de 80 pessoas presentes ao encontro no Sindicato Rural, a senadora criticou a decisão do juiz Sérgio Moro, que condenou Lula, isso porque o magistrado diz "não ter provas de crime", mas afirma "ter convicção da culpa do ex-presidente". Para a parlamentar. o juiz entra em completa contradição.

Ao comentar a situação do ex-presidente, a senadora lembrou que passada a condenação em segunda instância, a defesa ingressou com recursos, cujo resultado deve sair entre os dias 7 e 14 de março, recordou também que um novo pedido de habeas corpus foi feito junto ao STF.

Durante seu discurso, Regina Sousa fez questão de ressaltar que independente do que venha acontecer o PT está convicto e decidido de que Lula é o candidato a presidência, não havendo planos A, B ou C. Segundo ela, a militância precisa propagar o discurso "Lula candidato".

Ao término do encontro no Sindicato, uma espécie de debate com os presentes, a senadora Regina Sousa posou para fotos e concedeu entrevista exclusiva ao Painel Popular na qual expressou o desejo de disputar vaga para o senado nas eleições de outubro.

Regina disse que está a disposição do partido, reconheceu no entanto que há partidos da base de sustentação ao governador Wellington Dias almejando disputar o cargo, dessa maneira o chefe do executivo estadual terá de ter muita sapiência para agregar a todos.

Antes de visitar Elesbão Veloso, Regina Sousa participou de reunião na vizinha Francinópolis. Ainda hoje, ela cumpre agenda em Valença do Piauí.










Nenhum comentário:

Postar um comentário