ENTREVISTA: Até outubro Elesbão Veloso deverá ganhar novo fórum de justiça; juiz João de Castro comenta agregações de Várzea Grande e Francinópolis e sai em defesa de Sérgio Moro: "grande Juiz"

terça-feira, 31 de julho de 2018

ENTREVISTA: Até outubro Elesbão Veloso deverá ganhar novo fórum de justiça; juiz João de Castro comenta agregações de Várzea Grande e Francinópolis e sai em defesa de Sérgio Moro: "grande Juiz"

Juiz João de Castro Silva está frente a Comarca de Elesbão Veloso desde 2008

Por José Loiola Neto

Em fase bastante adiantada, o novo prédio da Justiça em Elesbão Veloso. Em termo de cronograma, é provável que a obra localizada à Rua Benjamin Costant cruzamento com  Afonso Mafrense cercanias da Praça Santa Teresinha seja entregue até o próximo mês de outubro, em essência, a justiça passará a contar com espaço mais cômodo para desenvolver suas atividades.

O fórum atual foi inaugurado em janeiro de 1987, sendo que com o passar dos anos sua estrutura ficou pequena, não atendendo mais a demanda, principalmente depois  que, ainda no ano passado Elesbão Veloso passou a receber processos acumulados nos fóruns de Francinópolis e Várzea Grande.

Em entrevista ao Elesbão News, o juiz da Comarca Dr João de Castro Silva comentou as agregações e disse ser contrário, principalmente em razão da distancia quanto a deslocamento para os jurisdicionados, a falta de um juiz presente e constante na Comarca.

- Eu que já me encontro aqui constantemente percebo certas dificuldades, além disso, o número de processos aumentou, só pra se ter uma ideia no final de 2016 tínhamos menos de 800 processos, hoje temos beirando uns 4 mil. Fico triste quando meu gabinete fica cheio de processo, mas é isso mesmo são os ócios do ofício, mas vamos melhorar cada vez mais e esperamos que com esse novo prédio do fórum vai melhorar muito mais.

No último mês de abril, precisamente no dia 11 daquele mês, o juiz João de Castro completou 10 anos frente a Comarca de Elesbão Veloso. Acumulando vasta experiência, com passagens por outras comarcas como Pimenteiras, Simões e Caracol, a propósito de processos disse que ao assumir os trabalhos encontrou mais de 1.000 processos ao longo dos anos conseguiu reduzir menos de 500.

Analisando a realidade atual, devido as agregações o cenário atual revela uma sobrecarga já que espantosamente são mais de 4 mil processos acumulados, aguardado crivo judicial. Embora com lamentações, o juiz disse que não há outra alternativa senão abraçar todas as causas.

- A gente aproveita para pedir um pouco mais de apoio aos advogados, se bem que graças a Deus a equipe de advogados militantes aqui são pessoas boas que colaboram, que ouvem e concordam com nossos pedidos, então tudo isso é importante.
Dr João de Castro Silva falou com exclusividade ao Elesbão News

O juiz observou que muitas vezes o judiciário recebe críticas como se a justiça fosse morosa, quando na verdade não é essa a real situação, dessa forma, as pessoas precisam ver de perto a funcionalidade. Devido a mudança de jurisdição promovida ainda em setembro de 2016, a partir da saída do Dr Ricardo Levy, o juiz João de Castro tem se deslocado por algumas vezes à Francinópolis para realização de audiências e até júri.

- E agora com a agregação de Várzea Grande, eu também terei de me deslocar. Ou seja, além da quantidade de processos físicos na comarca, eu tenho de sair daqui de Elesbão Veloso para essas cidades. É por isso que eu peço a compreensão e paciência de todos.

Na entrevista, no que diz respeito a Elesbão Veloso, quando indagado sobre o teor dos processos que chegam até o juizado, Dr João de Castro disse que infelizmente disse que com o passar dos anos tem se voltado mais à questão da espiritualidade, embora as coisas materiais sejam necessárias, mas confessa ficar triste por ver leis ainda muito arcaicas;

- A gente vê com tristeza o grande aumente de jovens se envolvendo com drogas, e isso não é somente em Valença e Teresina, é em Elesbão Veloso também, e a gente se entristece porque acho que falta um pouco mais de educação na própria família onde tem que começar.

Na área cível, segundo o juiz, o número alarmante de empréstimos consignados. De acordo com João de Castro, no fórum, pelo menos 60% de processos que tramitam se devem a essa prática que na maioria dos casos tem feito vítimas idosos. Ele contou que está julgando uma média de 100 processos por mês. Na área criminal, a presença de menores nas ruas, muitos cometendo furtos, dai para combater esse problema o juiz destaca que precisa ser feito um trabalho conjunto entre as polícias Civil e Militar.

Em razão do grande número de processo ora existente no fórum, João de Castro disse que hoje sairia frustrado, pois nunca imaginou se ver diante de tantos processos, no entanto, prometeu com que com muita saúde e ajuda divina conseguirá reduzir este número, até porque não pretende sair agora.
 
EM DEFESA DE SÉRGIO MORO

Dr João de Castro também falou a respeito de Sérgio Moro, na sua opinião um grande juiz, o que no caso da prisão do ex-presidente Lula vem sendo criticado a todo momento, como se a decisão fosse somente dele, como se ele não tivesse levado em conta outros processos por meio de outras instâncias.

- E ai o que a gente observa são essas maldades. Quem está está preso no meu entendimento hoje é o Sérgio Moro, que não pode ter nenhum lazer, essas coisas estão erradas, os princípios morais, éticos e religiosos tem e devem continuar, é assim que eu vejo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário