Dr Aylton Brandim, médico da Secretaria de Saúde de Elesbão Veloso fala sobre IST´s e chama a atenção para o ressurgimento da sífilis.

sábado, 2 de março de 2019

Dr Aylton Brandim, médico da Secretaria de Saúde de Elesbão Veloso fala sobre IST´s e chama a atenção para o ressurgimento da sífilis.

 
Dr Aylton de Sá Brandim falou com exclusividade ao Elesbão News e enfatizou sobre DST´s.

Por José Loiola Neto/Destaques de Elesbão Veloso- Saúde

Em tempo de Carnaval, todo ano, um dos temas pertinentes são as Infecções Sexualmente Transmissíveis-IST´s. Como forma de dirimir dúvidas e nos abastecer de informações necessárias ao tema, o Elesbão News procurou ouvir um profissional da área da saúde em nosso município-- Dr Aylton de Sá Brandim, ginecologista e obstetra, atuando junto a Secretaria de Saúde a partir de 2001.

Em princípio, quando perguntado se no conjunto das DST´s existe alguma mais relevante e que mereça maior atenção do ponto de vista médico, ele destacou que nos últimos anos tem observado o ressurgimento de casos de Sífilis.

O médico que completa 26 anos de atuação nesse ano de 2019, destacou que até o ano de 2017 tinha observado poucos casos da doença, no entanto do ano passado para cá houve uma explosão do número de notificações de sífilis.

- E isso não é apenas relacionado a Teresina e Elesbão Veloso, mas de forma geral, o crescimento é no país inteiro.

Quanto aos fatores para o retorno da doença, Dr Aylton Brandim condicionou a falta de proteção básica por parte dos casais, noutras palavras, estão abrindo mão do uso de preservativo(camisinha).

- Quando eu atendo mulheres até porque é meu campo de atuação, e elas falam sobre tomar anticoncepcional, eu digo: use camisinha. A camisinha tem um efeito protetor não só de gravidez, mas também para IST´s, e esse princípio básico de proteção primária está sendo deixado de lado.

Vale lembrar que a sífilis é uma doença que se divide em primária, secundária e terciária. No estágio primário, após a relação pode surgir uma lesão na região genital(uma espécie de úlcera ou ferida indolor), as bordas são elevadas e não há dor. A sífilis secundária já pode surgir com febre, cansaço, além de dor e manchas pelo corpo. A terciária é a chamada neuro-sífilis, que acontece porque a pessoa não faz o tratamento e a doença evolui para um caso mais grave, podendo atingir o Sistema Nervoso Central-SNC, deixando sequelas gravíssimas ao paciente.

- Outro fator que favoreceu da evolução da sífilis de uma forma geral foi a falta da medicação básica para o tratamento que é a Benzetacil(injeção), no ano passado, a gente passou por um período da falta de abastecimento dessa droga, muito eficaz ao tratamento da doença, porém ela estava indisponível no mercado, e isso contribuiu para o aumento do número de casos de sífilis.

Brandim lembrou que sífilis tem cura e o tratamento é simples, sendo este feito geralmente a base de Benzatacil por um período mínimo de duas semanas, dependendo do estágio em que se encontra a doença, o tratamento poderá se alongar por até três semanas. Em termo de propensão a desenvolver o problema entre homem e mulher, as chances de contrair é a mesma, visto que  o contato íntimo é primordial para que haja a manifestação de sífilis.

- Uma ressalva importante: a proporção quanto a contaminação é igual, mas a gente descobre mais em mulheres porque a mulher vai mais ao médico que o homem.

Na entrevista, Dr Aylton ressaltou que há muitos casos de sífilis em Elesbão Veloso bem como na Maternidade Dona Evangelina Rosa em Teresina também há casos notificados da doença. Outra preocupação no campo das DST´s diz respeito a crescente do número de casos de HIV(vírus causador da AIDS), e isso se deve a falta de proteção nas relações sexuais.

- No caso da AIDS, hoje com o tratamento que vem dando uma qualidade de vida melhor aos pacientes, isso vem favorecendo o aumento dos casos. A gente chega fazer partos em que registra-se entre um e dois casos de HIV positivo toda semana na Evangelina Rosa, isso é muito preocupante.

Para AIDS, concorda Brandim não há grupo de risco, prova disto é que tem havido um aumento do número de casos entre casais heterossexuais, sobretudo por conta da infidelidade, dessa maneira, o marido pode contaminar a esposa e vice versa, outra preocupação, lembra o médico são com as pessoas da terceira idade, onde nos últimos anos foi verificado um ligeiro aumento da doença em pessoas que compõe esse público.

- Com essa questão da melhoria da qualidade de vida a vida sexual das pessoas está se prorrogando, os pacientes com idade mais avançada estão buscando a prática sexual e não estão se protegendo, dessa maneira estão propensos a pegar essa doença.

A sintomatologia da AIDS, conforme Dr Aylton é muito disperso, principalmente por conta da qualidade de vida melhor. No caso particular de mulheres, no que tange a gravidez, o teste para HIV é solicitado como rotina no pré-natal, sendo que no caso especifico de Elesbão Veloso já houveram casos de HIV positivo.

- A nossa federada que é a FEBRASGO, que é quem comanda todos os ginecologistas associados, está recomendando que a gente peça como testes de rotina para pacientes: HIV, Hepatites B e C e sífilis.

Na concepção do profissional, o tema AIDS deixou de ser debatido nos últimos anos com a mesma ênfase que já foi no passado, assim sendo, o retorno da informação é necessário, a mídia precisa pautar o assunto com mais frequência, sobretudo agora, época de Carnaval por se tratar de uma festa popular, onde na maioria das cidades aumenta o fluxo de pessoas, em grande parte grupos que vem de outros países ou estados, e as pessoas em parte terminam se relacionando com outras sem saber a procedência.

- É interessante quando se fala não apenas em Carnaval, mas em Olimpíadas, Copa do Mundo ou qualquer outor evento em que irão se juntar pessoas de várias regiões e países é preciso ter esse cuidado também.

Encerramos a entrevista com Dr Aylton Brandim falando de HPV, um vírus chamado papiloma vírus dotado de mais de 100 subtipos virais, é na verdade, a famosa verruga, que pode surgir nas mais distintas partes do corpo desde entre os dedos dos pés e das mãos, boca e até nos órgãos genitais.

- Desses subtipos alguns são de evolução benigna, são as verrugas vulgares e temos também entre 3 e 4 subtipos que podem causar câncer, isso foi o que motivou a indicação da vacina, que existe em dois tipos, a bivalente, que protege contra dois tipos de vírus e temos a tetravalente. Com o advento da vacina, a finalidade básica é que você proteja a população de uma forma geral. Nos EUA, a pessoa pode tomar essa vacina até os 40 anos de idade. A vacina protege não apenas a mulher, mas o homem contra os principais tipos de vírus que podem causar as verrugas e câncer de pênis, vagina, vulva, colon e ânus.

Nenhum comentário:

Postar um comentário